Segunda-feira, 27 de Julho de 2009

PENSAMENTOS

 

 

MORAL 
Sempre que os meus pensamentos
Forem por ti contestados
Não grites aos sete ventos
Que os teus é que são acertados.
 
Embora o não pareça
As coisas são mesmo assim
Eu não precisava de cabeça
Para outros pensarem por mim.
 
Mas porque assim não é
E nunca. Será certamente
Não pensem que eu ajo de má fé
Só porque penso diferente.
 
Não te julgues o/a senhor/a
Da verdade e do e do saber
Até o melhor professor
Tem sempre mais que aprender.
 
O saber é uma constante
A que ninguém conhece o fim
Por isso não sejas petulante
Pensa por ti e não por mim.
 
Emite a tua opinião
Mas não me forces a aceita-la
E não me impeças de a considerar
Se eu quiser considerá-la.
 
Pensar Com o coração
E decidir com a mente
È afirmar que os rios vão
Da foz para a nascente.
 
Dá-me o direito á diferença
Se me queres teu amigo
E para que eu te reconheça
O respeito que te é devido.
 
Quando todos usarmos amor
Em tudo quanto fazemos
A vida será bem melhor
Neste mundo em que vivemos.
 
Saber dar beleza á vida
È uma arte aprendida
Na escola da meditação
È não dar-mos sinal mais
Aos nossos bens materiais
E ouvir-mos o coração
 
Entender a natureza
Com toda a sua beleza
È o nosso grande dever
Para estarmos habilitados
E sempre bem preparados
E sermos felizes até morrer.
 
 Aceitar que a vida é passageira
E que tudo tem o seu fim
È a virtude suprema,
Para viver uma vida plena
E sermos felizes até ao fim.
 
Tudo o que possamos fazer
De livre espontânea vontade
Que nos possa dar prazer
Sem trair a lealdade
Danos maior grandeza
Oferecida pela natureza
Nossa amiga de verdade.
 
A natureza que nos rodeia
Que nos envolve no seu meio
Ela própria nos premeia
Com a sua dádiva eu crei-o.
 
O homem tem que acreditar
Que nada pode mudar
Nesta lei fundamental
Que é nascer e morrer
E no entretanto viver
Muito ou pouco bem ou mal.
Autor Eduardo Gonçalves 1978

publicado por Fisga às 12:27
link do post | comentar | favorito
|
36 comentários:
De casimirocosta a 27 de Julho de 2009 às 16:59
Olá amigo Eduardo.
Tanta verdade,cheia de sabedoria tem neste seu poema.
Está muito bem feito, gosto muito
Um abraço
Casimiro Costa


De Fisga a 27 de Julho de 2009 às 18:44
Olá amigo Casimiro. Obrigado por vir e também por gostar. Este post. Denota que já àquela data, a rebeldia Juvenil era uma constante. Porque eu na época escrevia muito com base no que se passava comigo, ou à minha volta. Um grande abraço Deste amigo Eduardo.


De Caravaggio a 27 de Julho de 2009 às 17:44
Para ser honesto o que me fez vir aqui foi o nome "Fisga" que adoro e me diz muita coisa, 2º Parabéns pelo seu blog. Abraço.


De Fisga a 27 de Julho de 2009 às 18:49
Olá amigo Cavagio, Espero não ter ofendido. Muito obrigado pela visita e pode voltar sempre que será bem recebido. Quanto ao nome. Já somos 2 também eu gosto particularmente do nome fisga. Um abraso


De Caravaggio a 27 de Julho de 2009 às 19:10
Eu é que tive muito gosto em ter "descoberto" o seu blog. Um bom ABRAÇO Caravagio .


De Fisga a 28 de Julho de 2009 às 11:28
Olá Caravagio . Obrigado pelo elogio, não sei se é merecido.


De Caravaggio a 28 de Julho de 2009 às 14:36
Se não fosse merecido não o teria feito. Um bom abraço para o Amigo Eduardo. De Caravagio .


De Fisga a 28 de Julho de 2009 às 20:47
Obrigado amigo Caravagio . E obrigado por vir a este espaço onde sempre será bem vindo. Um abraço Eduardo.


De Just Moments a 28 de Julho de 2009 às 01:08
Olá Amigo!

Voltaste mesmo em força!!

..houve duas frases que me ficaram.."Sempre que os meus pensamentos
Forem por ti contestados
Não grites aos sete ventos
Que os teus é que são acertados."..grande verdade..nunca ninguém tem razão a 100% ..e saber ouvir faz-nos aprender..quem muito fala não aprende!!

"E no entretanto viver
Muito ou pouco bem ou mal."

Que seja muito e bem!!


Lindo as always!

beijinhos

ps..Lindo vídeo ..realmente o Sr. faz vídeos lindosss!!


De Fisga a 28 de Julho de 2009 às 09:32
Olá amiga Just. Moment. Obrigado pelo elogio, e agradecido por teres vindo a este espaço que é nosso. E onde serás sempre recebida, com toda a simpatia e respeito. gostei de saber que gostaste do poema, ele fala das realidades da vida. Quanto aos vídeos, eu apenas os busco no Youtube e publico-os, tento encontrar vídeos do meu gosto e se possível, que se associem de algum modo ao poema, o que nem sempre é possível. Beijinhos deste amigo. Eduardo.


De MIGUXA a 28 de Julho de 2009 às 01:26
Eduardo,

Adorei o video:Imagem e som

Os seus versos são de quem sabe da vida.

"Dá-me o direito á diferença
Se me queres teu amigo
E para que eu te reconheça
O respeito que te é devido."

Parabéns!!!
Beijinho carinhoso
Margarida


De Fisga a 28 de Julho de 2009 às 09:42
Olá minha amiga Margarida. Obrigado por gostar. Eu particularmente, também gosto muito. Mas se fosse hoje não faria este poema. Pois quando o fiz, ainda sonhava em um dia amar a natureza e em simultâneo os seus naturais, a 100%, esse sonho por meu mal, não se realizou. Caso se tivesse realizado, talvez tivesse sido uma desilusão, quem sabe. Um beijinho com amizade e carinho. Eduardo.


De Ivete a 28 de Julho de 2009 às 01:48
Oi Eduardo, é como já diz sobre o vídeo: "há músicas que dizem tudo". Eu diria que se não dizem tudo, mas dizem muito.São lindas! A música, a poesia, a postagem...Parabéns!

Beijinhos


De Fisga a 28 de Julho de 2009 às 09:50
OI amiga. Obrigado por vires. E fico feliz por gostares. Tenho pena que tenhas abandonado a guerra. Porque eu gostava muito do teu trabalho como boa guerreira que és. Mas só tu sabes as razões. Um beijinho a volta sempre. que és bem vinda neste espaço que é nosso. Eduardo.


De linhaseletras a 28 de Julho de 2009 às 14:11
Boa tarde, que poema bonito e com tantas verdades.
Gostei de ler. Até logo já estou a ficar atrasada


De Fisga a 28 de Julho de 2009 às 20:44
Olá Da. Idalina. muito obrigado por vir, e eu fico feliz por ter gostado foi escrito há uns 40 ou 50 anos, já nesse tempo se notava a rebeldia da Juventude. Até amanhã e tudo de bom para si. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 28 de Julho de 2009 às 16:31
Mas tu deixas-me, volta e meia, de queixo caído de espanto... tu tens aí poemas cheios de sabedoria, melodia e bom senso! E, se calhar, ainda tens muitos mais?! Caramba! Parabéns, meu amigo!


De Fisga a 28 de Julho de 2009 às 21:03
Olá amiga João. Tu és o máximo. Consegues com um copo de agua criar o que parece um mar. Claro que nem são assim tantos e nem tão bons. Mas obrigado fico todo babado vindo de ti, que és uma sumidade em poesia, não é caso para menos. Era bom tempo quando eu escrevia esses poemas. Um grande abraço deste amigo Eduardo.


De poetaporkedeusker a 29 de Julho de 2009 às 12:14
Ainda te fiz uma visitinha apressada, vês? Caramba, amigo... eu acho que tu tens uma quantidade de costelas poéticas! Tu é que dizias que não...


De Fisga a 29 de Julho de 2009 às 18:54
Obrigado amiga, pela tua simpatia e carinho. Abraço Eduardo.


De maripossa a 28 de Julho de 2009 às 17:25
Amigo Eduardo. O poema esta fabuloso em conjunto com este vídeo, afinal me surpreende esta amigo que escreve lindos poemas, e fala de tanta verdade que é a vida de todos nós.
Beijinho de amizade sempre Lisa


De Fisga a 28 de Julho de 2009 às 20:29
Olá amiga Lisa. É a falta de tempo, que me faz ir ao baú velho, buscar coisas que eu escrevi, há mais de 20. 30 e muitos mais anos, quando eu tinha alegria para fazer certas coisas. Como agora o tempo escasseia, eu vou à poesia que é só copiar e colar, é mais rápido. Beijinho Eduardo.


De rosafogo a 29 de Julho de 2009 às 19:18
E na minha modesta opinião
Falas acertadamente amigo|?
Levo cheio meu coração
E gostei de estar contigo.

Ser tua amiga é fundamental
A tua amizade me premeia
Mesmo que este verso saia mal
Eu vou daqui de alma cheia.

Eduardo, belos recados que nos deixas, és uma surpresa.
Olha amigo ainda não recebi os livros, mas não está
esquecido, logo que receba comunico contigo.
beijinho da amiga natalia


De Fisga a 29 de Julho de 2009 às 19:47
Olá amiga Natália. Eu fico sempre meio atrapalhado quando vejo que o comentário é teu, porque me deixas sem saber o que dizer. Olha muito obrigado pelos elogios, espero nunca te desiludir. Porque nós podemos viver felizes, mesmo iludidos, o mal é quando nos desiludem. Estou a falar bem, não estou? Obrigado. Amiga grato por te preocupares mas eu estou descansado porque sei que está em boas mãos o assunto em questão. Beijinho. Eduardo.


De rosafogo a 31 de Julho de 2009 às 00:34
Olá Eduardo

Não te atrapalhes comigo, eu sou a pessoa mais simples que possas imaginar, para mim falas à vontade, basta que digas que estás bem, que estás feliz, que me vás dizer olá. Sim basta um simples olá,
estamos de acordo? Beijinhos e boa noita para ti, descansa e se fôr possível olha bons sonhos.

Aliás era mesmo só para te desejar uma boa noite que aqui vim.
bjs
natalia


De Fisga a 31 de Julho de 2009 às 11:50
Olá amiga Natália. Obrigado, por teres vindo, por seres quem és e como és. Também para ti uma muito boa noite e bom fim de semana. beijinho Eduardo.


De M.Luísa Adães a 30 de Julho de 2009 às 11:19


Pensamentos repletos de sabedoria!

Gostei!

Bºs, Mª. luísa


De Fisga a 30 de Julho de 2009 às 20:42
Olá amiga Luísa. Obrigado pelo teu carinho, mas tenho que te dizer uma coisa, já me arrependo de algo que fiz. Dei-te força para fazeres um interregno, e agora já começo a sentir a falta dos teus poemas, a sério publica algo mesmo que mais fraquinho, mais curto ou assim. porque eu já tenho saudades de te elogiar. beijinho Eduardo.


De M.Luísa Adães a 31 de Julho de 2009 às 10:09

Eduardo

Vens ao encontro do meu pensamento; parece que
pressentes à distância.
Também já senti o mesmo, em relação aos poemas
e sinto a falta de um novo poema.
Mas segui o teu conselho.
No m/ blogs há um link que diz "Prémios" quando
possível, clica e encontras uma foto minha, para me
conheceres.
Vou pensar no novo poema a saír em Agosto, talvez
amanhã.

Beijos e obrigada,

Maria Luísa


De Fisga a 31 de Julho de 2009 às 12:01
Olá amiga Luísa. Tenho pena que tenhas determinado manteres-te afastada até que os ventos mudem, mas acredita que a tua ideia é acertada, e tu não tens culpa que eu seja assim. Muito e muito obrigado pelo teu gesto, se há coisas que me são gratas, é conhecer as pessoas com quem comunico, Eu ainda não pus a minha foto no meu blog, porque não consigo faze-lo, talvez porque não faço bem feito. mas já publiquei uma foto minha no meu blog. há talvez uns 4 ou 6 meses. Obrigado e prometo que vou ainda hoje lá. talvez só mais à noite porque hoje tenho o dia um pouco apertado. Beijinho grande e bom fim de semana. Eduardo.


Comentar post

.quem sou eu

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. O RELÒGIO

. RECORDAÇÕES

. É TÃO TRISTE

. AS MINHAS DUVIDAS

. UM NOVO ANO

. UM BOM NATAL

. PING PONG

. DIAS DE INCERTESA

. ALEGRIA TOTAL

. JANEIRO DE 2013

. PENSAMENTOS

. O FILHO PRÓDIGO

. SINAIS DOS TEMPOS

. UM AZAR NUNCA VEM SÓ

. O TIATRO DE REVISTA

.arca_animais-micros...

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Mar do Desespero

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

.links

.Visitas

 

.arca_animais-micros...

blogs SAPO

.subscrever feeds