Sábado, 16 de Janeiro de 2010

HOMENAGEM

 

 

A TRANSPOSIÇÃO
ESTE POST. É DE AUTORIA DE UMA GRANDE AMIGA, POR QUEM TENHO UMA GRANDE ADMIRAÇÃO. aUTORA DO BLOG.(PROSA POÉTICA). E quis EU DE PROPÓSITO, REPUBLICÁ-LO PARA SER SURPREZA, SEM A SUA AUTORISAÇÃO, CORRENDO OS RISCOS DE UMA SAÑÇÃO, QUE CUMPRIREI COM DEVOÇÃO SE TAL FOR A SUA vontade. Que se encontra Algures No Brasil, Muito doente. Para ti os meu desejo de recuperação muito rápidas. Amiga: PORQUE ENTENDI, QUE ESTE POEMA, é GRANDE DE MAIS NO SEU CONTEÚDO E NOBREZA, PARA FICAR CONFINADO A UM SÓ BLOG. Por isso decidi republicá-lo, de surpresa, espero que agradável para ti. ESPERO DE TI A TUA COMPEENSÃO mARIA lUÍSA, E TAMBÉM O TEU PERDÃO, POR ESTA MINHA OUSADIA, QUE FOI COMETIDA COM todo o AMOR E CARINHO, que tu mereces, Em TUA HOMENAGEM. beijinho e melhoras. Eduardo. P. S. Desculpa-me não mostrar a imagem a que o poema faz referência não consegui. fica aqui o teu url para quem queira ver.
http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt/
 
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010
NÃO OUÇO as VOZES
 
 
 Imagem Internet / Salvador Dalí
 
 
 
Hoje não ouço as vozes,
Vou sem rumo
Tão grande o Mundo
E países tão distantes…
 
Hoje não ouço as vozes,
As vozes daquele tempo.
 
Hoje estou unida a ti,
Desejosa de ti
Do teu amor
Flores molhadas
Junto a mim.
 
Hoje sou magia e esplendor,
Num mundo de fogueiras acesas
No mistério de quem sou.
 
Que te vou dizer
Se me interrogas
Acerca de tudo?
 
Conheço as sombras,
Conheço as luas,
Conheço assombros,
Conheço o amor
À distância
E cubro minha nudez,
Com esse amor.
 
Te beijo,
Te abraço,
Te amo,
Te desejo,
Te quero…
Me perco
Em teus braços.
 
A fogueira acendeu
Eu sou a fogueira,
E ardo nos teus braços
Do teu desejo e afecto,
De meus abraços.
 
E quando a apagar
Apago com amor,
A perdição
De uma vida!
E nesse instante
Torno a ouvir,
As vozes
Daquele tempo.
 
Mas hoje, não…
Hoje és tu e eu!
 
 
Maria Luísa O. M. Adães

publicado por Fisga às 09:34
link do post | comentar | favorito
|
23 comentários:
De Tina a 16 de Janeiro de 2010 às 10:24
Bonita homenagem, Eduardo, a tua amiga!
Aqui está bem retratada tua grande amizade e teus sentimentos.
Um Bem-Haja grande pelo teu carácter....
E as melhoras de tua amiga.
Beijos


De Fisga a 19 de Janeiro de 2010 às 18:45
Olá amiga Tina. Obrigado pelo teu jeito de ser, és uma grande amiga. É esta amiga, faz parte de um conjunto de pessoas muito queridas, e eu neste momento mau da sua vida, não a podia esquecer, Ainda mais porque está longe. Obrigado, mesmo. E peço a Deus que nunca tenha que fazer o mesmo por ti. Um beijinho. Deste amigo. Eduardo.


De Tina a 20 de Janeiro de 2010 às 00:01
Olá Eduardo
Sinceramente eu lamento o que se passa com tua amiga.
Já li alguns posts da Maria Luisa que gostei. De facto, é uma pessoa que escreve bem e sabe o que escreve.
Nunca comentei nada seu, pois nunca houve oportunidade para fazê-lo.
Estimo suas melhoras...Desejo que se cure rapidamente e que volta a este mundo, junto de tantos amigos que já vi que ganhou, neste seu percurso.....Espero também que não perca a Esperança, NUNCA!
Tina
Beijinhos para ti e para tua amiga Maria Luisa.


De casimirocosta a 17 de Janeiro de 2010 às 10:00
Meu bom amigo Eduardo, adorei essa sua atitude! Foi um gesto muito bonito de sua parte. Isto sim, é de amigo, por aqui se vê o valor das pessoas. O meu amigo é um Homem de bem.
Obrigado amigo por ser como é!
Um abraço grande.
Casimiro Costa


De Fisga a 19 de Janeiro de 2010 às 18:51
Olá amigo Casimiro. Obrigado por vir e por ter gostado da minha atitude, pois eu acho, que é nos momentos de fragilidade, que devemos ajudar as pessoas, e mais ainda, quando se trata de amigos. E ainda mais, quando estão muito longe, que é o caso desta amiga, está no Brasil. Espero não ter tão cedo, que fazer o mesmo por outra/o já que é uma situação de tristeza. Um grande abraço deste amigo. Eduardo.


De umbreveolhar a 17 de Janeiro de 2010 às 17:29
Grande Amigo Eduardo,
Ao dar-nos conhecimento que a nossa comum Amiga, Maria Luísa Adãés, Está doente e hospitalizada no Brasil, é uma prova de grande Amizade para ela e também para nós.
Fizeste bem reproduzir tão lindo poema por ela escrito e que muitos mais há-de fazer para termos o prazer de os ler e que belos eles são!
Tenho o gosto de ter em minha casa dois livros por ela escritos.
Desejo à minha Amiga as rápidas melhoras para tão cedo quanto possível voltar a este espaço dando-nos a oportunidade de comunicar e ver os seu lindos poemas que têm sempre como característica uma pintura do Salvador Dalí.
A ti meu Amigo, reitero tudo o que tenho dito a respeito da tua grande personalidade, em que um post como este que fizeste, é o paradigma daquilo que acabo de dizer.
Um grande abraço do indefectível Amigo,
Carlos Alberto Borges


De Fisga a 19 de Janeiro de 2010 às 18:58
Olá meu grande amigo Carlos Alberto. Obrigado pelo elogio, mas foi o que eu pude fazer, por aquela amiga, neste momento de fragilidade dela. Quero dizer-te que também tenho dela, 2 livros, de que gosto muito. Um deles sobre a serra da paixão da Maria Luísa, e outro de poemas mais do género que ela escreve. Mais te posso informar, que a Maria Luísa, está munida de p. c. mas ela não tem vindo ao blog, o que é mau sinal. Um grande abraço deste amigo. Eduardo.


De maripossa a 17 de Janeiro de 2010 às 22:01
Amigo Eduardo. Boa homenagem feita a Maria Luísa! Vou muitas vezes visita-la e penso que ela deve estar doente, pois lhe mandei um email, e espero que esteja melhor neste momento.
Beijinho de amizade Lisa


De Fisga a 19 de Janeiro de 2010 às 19:05
Olá minha amiga Lisa. Muito obrigado por vir. É verdade infelizmente a Maria Luísa está muito doente no Brasil. Ela não tem vindo ao P. C. O que é muito mau sinal. Porque ela tem o p. c. com ela, mas ela deve estar mesmo muito mal. porque ela não tem vindo ao p. c. Isto era o mínimo que eu podia fazer a esta grande amiga. Fiz com todo o carinho e amizade que nos une. A Maria Luísa, é uma amiga daquelas mesmo muito queridas, e merece bem esta homenagem, Um beijinho deste amigo. Eduardo.


De Alzira Macedo a 18 de Janeiro de 2010 às 20:39
Olá Eduardo (Fisga)
Passei para ver se tinhas tudo arrumadinho como te tinha dito...
Venho sem avisar, mas venho...
Não tanto como gostaria, mas temos de nos dividir um pouco por toda a parte...
Olha adorei esta tua bela homenagem á nossa amiga Luisa...
Sabia que não estava muito bem de saude, mas não sabia que está hospitalizada...
Luisa um beijo para ti com muita amizade... e desejo-te rapidas melhoras...
Esperando brevemente poder voltar a comentar no teu nosso cantinho tão amado...
Volta breve amiga te esperamos...
assim como tuas poesias...
Eduardo, bem haja por teu coração tão nobre, e pela tua amizade sem limites...
Beijos doces...


De Fisga a 19 de Janeiro de 2010 às 19:14
Olá minha querida amiga Alzira. Obrigado por teres vindo, e fico feliz por teres achado bem a minha atitude, ela não sabia que eu ia fazer isto, eu eu sei devia ter-lhe pedido para fazer isto, mas a vontade de a surpreender, falou mais alto, e agora já lhe pedi desculpa pela ousadia, e espero que ela me desculpe. Eu sou muito feliz, por ter a sorte de ter um grupo de amigas tão queridas, das quais também tu fazes parte, e espero não ter tão cedo, que voltar a fazer isto seja por quem for. minha amiga desejo-te tudo de bom, e bem assim para todos os que te são queridos. Um beijinho, deste amigo. Eduardo.


De Fisga a 19 de Janeiro de 2010 às 21:08
Olá minha doce amiga. Eu já respondi a este comentário, mas por esquecimento, faltou-me uma coisa. Amiga: perdoa esta minha cabecinha oca, que já está fora de validade. Eu não me recordo a que coisas arrumadinhas te referes, mas deve ser algo que eu não fiz bem. quando poderes, volta a chamar-me a atenção, para ver se eu tomo jeito, e remedeio o erro cometido. Um beijinho e desculpa mais uma x. Eduardo.


De Alzira Macedo a 19 de Janeiro de 2010 às 21:24


Olá meu amigo...

Agora me fizeste rir...
Só tu mesmo meu amigo…
Tenho tanto carinho, tanta amizade e admiração por ti…
Que por vezes tenho receio de ser mal interpretada por quem nos lê…
Mas tu e eu sabemos o que isto quer dizer…
O resto nada mais me importa…
A minha referencia ao estar tudo arrumadinho…
Quis dizer a fazeres um novo poste…
Em arrumares o teu pinheiro de Natal…
Foi essa a nossa ultima conversa, que viria cá te espiar se tinhas colocado algo de novo…
O meu desejo é de te rever, de te reler…
Então tentei te pressionar, para voltares a escrever…
Algo resultou…
Com meu mérito ou não isso pouco importa…
O importante é te ver voltar ao mundo dos blogues.. Onde tens amigos até mesmo fés pela tua forma de ser e de escreveres….
Faz-me um favor, não pares de nos alegrar com teus postes…
Porque, pelos comentários, ninguém se pode queixar…
Tens sido um amigo exemplar…
Sobre o outro facto da homenagem á Luisa…
Acho que ela vai ficar muito feliz, penso que não necessitas pedir desculpa…
vou ir mais alem das explicações normais….
Tomara metade deste mundo ter amigos como tu…
È verdade que esta homenagem não é na melhor altura, porque nossa amiga se encontra doente…
Mas é uma linda homenagem, é nas dificuldades da vida que reconhecemos nossos amigos…
Olha pensei escrever muito mais sobre isto.. mas decidi deixar ficar assim…
Pois quem quiser vai entender, não sou mais do que ninguém, mas sou uma amante da vida e dos amigos…
Mesmo não os conhecendo, me marcam pela presença, pela partilha, por tudo quanto me dão nos seus escritos…
Sinto que devemos nos unir e fazer deste mundo insano algo mais poderoso…
Tentar levar o nosso auxilio aquém precisa…
Quem não assim entender, tarde ou nunca irá entender…
Sou assim, nada poderei fazer em contrario.. Para ser sincera nem tento ser diferente…
Eu sou eu… Eu amo o meu próximo… Eu tento estar presente, sempre que meu tempo e meu emprego assim o permita…
Sejas tu louvado por isso amigo dos seus amigos…
Vou mesmo parar por aqui…. Beijos e até sempre…


De Fisga a 20 de Janeiro de 2010 às 12:07
Olá amiga do coração. Muito obrigado, pelos elogios, são tantos e tão mimosos, que até me fases ficar a pensar, como te agradecer. És uma amiga pura, e sã, o que não é muito vulgar. Eu felizmente para mim, tenho o privilégio de ter bastantes, e por isso faço por as estimar e preservar. Quanto à minha pergunta, desculpa, mas é tal como eu disse, é esta minha cabeça, que tem a sua capacidade de resolução muito reduzida, e alem de tudo isso, está muito lenta, está cansada. Quanto à homenagem, eu pensei exactamente o mesmo que tu, que não seria a altura certa, ou pelo menos a melhor, mas eu senti uma vontade férrea, de fazer algo por ela, e deu-me para fazer a homenagem, publicitando, um poema por sinal muito bonito. Quando ela estiver recuperada, quem sabe, tudo pode acontecer. Eu estou muito preocupado com ela, porque ela tem o computador com ela e não tem aparecido, e isso preocupa-me, e é mau sinal, mais ainda porque está muito longe. Quanto ao que as pessoas, possam pensar! Olha amiga! O mais importante de tudo, é não sermos acusados pela consciência, de não sermos honestos com os outros, e connosco mesmo. Cabeças sujas, sabemos nós que há muitas, apesar de ter chovido muito. É bom para quem as tem assim, mesmo sujas, porque funcionam, ainda que num sentido erróneo. Eu adoro, nunca ser repreendido ou acusado pela minha consciência, de ter feito, dito, ou pensado, algo de que me envergonhe, e respeito muito toda a gente, mas a minha consciência está sempre acima de tudo e de todos. É ela a minha referência número um. Amiga Alzira. Um beijinho de amizade, por seres quem és, e como és. Deste amigo do coração. Eduardo.


De rosafogo a 19 de Janeiro de 2010 às 23:51
Linda homenagem à nossa querida amiga Mª Luísa,
de quem também já tenho saudades, parece que nada vai voltar a ser como dantes.
Então e tu, como vais rapaz da minha idade.
Olha Eduardo a mim me chegou a malfadada gripe
há 18 dias de cama, só hoje me levantei, mas ainda não estou bem, eu que até sou uma rapariga do teu tempo, a pensar que nada entrava comigo e olha,
lá fiquei de pantanas.
Hoje tinha uma sofreguidão tão grande por apanhar
ar e sol, que saí daqui a chuviscar e cheguei à Ericeira
e parecia Primavera, então parei o carro bem frente
ao mar e deliciei-me com o Sol lendo um livrinho.
Soube-me a pouco, sabes como quando éramos novos
e nos sabia bem namorar, sempre nos sabia a pouco
pois foi assim que hoje me senti com desejos de mais.
Olha amigo, não ligues a esta tua amiga, que não está muito bem, já viste o que é não ter sabor, nem cheiro
e umas dores de costas horrorosas.
Mas o que importa é que vai passar, e o resto do ano
vamos estar como novos acreditas?
Assim espero e assim desejo também para ti.
Beijinhos, já tinha saudades tuas.
natalia


De M.Luísa Adães a 20 de Janeiro de 2010 às 12:10
Edu

Que dizer?
Hoje te descobri e à tua amizade!

Linda a tua lembrança,
ternura,
amor,
por todos,
Por mim...

A minha dor,
o meu pranto,
a minha súplica,
aqui contigo.

Não poude deixar de responder...

Quanta saudade.
Obrigada amigo
e a todos,
quantos te escrevem.

Vou tornar a escrever?
Mais tarde, talvez...

Penso voltar!

Beijo grande para ti e todos quanto se lembram de
mim.

A tua Homenagem,
foi o melhor que me aconteceu!

Contrariando as ordens, te escrevi...

Beijos da amiga,

M. Luísa





De Fisga a 20 de Janeiro de 2010 às 20:37
Olá minha querida e doce amiga Luísa. Olha minha querida, eu agradeço-te muito e desculpa fazer sem teu consentimento, mas eu queria surpreender-te, e foi por isso. Estou tão feliz por ti que só eu sei. Eu não queria que me respondesses, porque tu não podes, não deves. De qualquer forma, muito agradecido por não levares a mal este meu atentado à tua confiança. Aceita um beijinho meu com desejos de melhoras muito rápidas, e constantes, até ao restabelecimento total. Xau beijinhos. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 25 de Janeiro de 2010 às 13:34
Edu

Um pouco melhor.

Beijos e obrigada,

M. Luísa


De M.Luísa Adães a 27 de Janeiro de 2010 às 10:52
Edu

Com restrições, mas estou melhor.

Espero por ti no m/blogs.

Tudo foi postado pelo m/ filho, mas da minha autoria.

Lê e recebe a minha imensa "Saudade".

Bºs, Mª. Luísa


De M.Luísa Adães a 28 de Janeiro de 2010 às 10:43
Edu

Tenho recebido teu afecto e amizade.

Ainda não regressei.

Quem escreve no pc a meu pedido é o meu filho.

A dor não passa
gosta de mim,
mas eu não gosto dela
e me faz sofrer - muito.

Beijo e obrigada por tudo e ainda, por não me esqueceres.
Sabes? Somos, fàcilmente esquecidos!

Com saudade,

M. Luísa


De Fisga a 30 de Janeiro de 2010 às 18:37
OLÁ MINHA QUERIDA AMIGA. DESCULPA, EU QUANDO VI O TEU POEMA, PENSEI QUE JÁ ESTAVAS A ESCREVER, DESCULPA-ME. NÃO FOI POR MAL. EU FIQUEI EUFÓRICO DE ALEGRIA. AGORA VEJO QUE NÃO ÉS TU, LAMENTO. QUANTO AO ESQUEQUECIMENTO. MINHA AMIGA, QUEM TE ESQUECE NESTE MOMENTO TRISTE DA TUA VIDA, JÁ TE DEVIA TER ESQUECIDO, POIS QUEM SE LEMBRA DE NÓS, SÓ QUANDO NÓS ESTAMOS BEM E SE ESQUECE DE NÓS NOS MAUS MOMENTOS, NUNCA FÁS FALTA COMO AMIGO, SÃO OS CHAMADOS AMIGOS DE PENICHE. QUEM COMO EU TE QUER BEM, É NESTAS ALTURAS QUE MAIS SE LEMBRA DE TI, E MAIS TE APOIA. E ACOMPANHA NAS TUAS FRAGILIDADES. EU NUNCA TE ESQUEÇO MINHA AMIGA. CONTA SEMPRE COMIDO. OS AMIGOS VERDADEIROS, ESTÃO PRESENTES NAS HORAS BOAS E MÁS. DESEJO-TE BOAS MELHORAS. UM BEIJINHO, DE MELHORAS E DE AMIZADE. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 31 de Janeiro de 2010 às 10:26
Edu

Com muita saudade, agradeço.

Beijos,

M. Luisa


De Fisga a 31 de Janeiro de 2010 às 19:06
Olá amiguinha Maria Luísa. Eu lamento muito. Não por ter pensado erradamente, mas por me ter enganado, que é mau para ti. Tem fé amiguinha, e esperança, que vais melhorar. Um grande beijinho para ti Amiga Maria L. M. A.


Comentar post

.quem sou eu

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. O RELÒGIO

. RECORDAÇÕES

. É TÃO TRISTE

. AS MINHAS DUVIDAS

. UM NOVO ANO

. UM BOM NATAL

. PING PONG

. DIAS DE INCERTESA

. ALEGRIA TOTAL

. JANEIRO DE 2013

. PENSAMENTOS

. O FILHO PRÓDIGO

. SINAIS DOS TEMPOS

. UM AZAR NUNCA VEM SÓ

. O TIATRO DE REVISTA

.arca_animais-micros...

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Mar do Desespero

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

.links

.Visitas

 

.arca_animais-micros...

blogs SAPO

.subscrever feeds