Quarta-feira, 25 de Março de 2009

O LEGADO

 

TESTAMENTO
- Vou fazer o meu testamento
No meu juízo perfeito
Vou fazer saber ao vento
Tudo o que me vai no peito.
- O meu rosário antigo
Com contas da cor dos céus
Ofereço-o aquele amigo
Que não acredita em Deus.
- Todos os meus males e tormentos
Vou testamenta-los também
A todos os avarentos
Que não dão nada a ninguém.
- O meu livro de mentiras,
Todas de alta qualidade,
Vou deixa-lo aos caipiras,
Que sempre falaram a verdade.
- Se não aparecer um pretendente
Como ainda não apareceu
É um sinal evidente
Que mentiroso não sou só eu.
- Não tenho mais nada de meu
A não ser amor profundo
O mundo mais Nada me deu
Eu nada mais deixo ao mundo.
(Autor fisga) 2ª VIA.
sinto-me: musica, copiar e colar
música: http://www.youtube.com/watch?v=0oSpBp4QX74&feature=related

publicado por Fisga às 09:00
link do post | comentar | favorito
|
26 comentários:
De *FreeStyle* a 25 de Março de 2009 às 09:12
Olá Eduardo...

Fiquei encantado a ler-te, quem escreve assim está seguramente "No seu juízo perfeito".

Nâo desfazendo nos outros trabalhos já editados, para mim, do que li teu até aqui, acho que este é o "Teu Melhor", parabens, adorei mesmo.



Abraço


De Fisga a 26 de Março de 2009 às 17:26
Olá amigo Fre. Muito obrigado, pelo elogio. Eu não tenho a certeza de o merecer, embora também saiba que para ser melhor que o restante, não é preciso ser nada de especial. Mas acredita que agradeço muito. Um grande abraço por isso e outro pela amizade. Eduardo.


De TiBéu ( Isa) a 25 de Março de 2009 às 15:41
Eduardo
Mas que belo e que bem escrito. Parabens meu amigo. Bj e continua


De Fisga a 26 de Março de 2009 às 17:29
Olá amiga Tibeu. Muito obrigado por vires a este espaço que é teu. E agora muito obrigado pelo elogio, mas eu não tenho a certeza de o merecer, mas fico muito feliz por saber que gostaste. Beijinho Eduardo.


De Emanuela a 25 de Março de 2009 às 19:55
Legar ao mundo um amor verdadeiro não é para qualquer vivente, meu amigo. Se o tens, é um tesouro grandioso. Beijos


De Fisga a 26 de Março de 2009 às 17:35
Olá amiga emanuela. Obrigado pelo elogio. Embora não tenha a certeza que o mereça. Quanto ao meu tesouro. Podes querer que ele é uma realidade. Mas quando eu morrer, não quero levar comigo uma coisa que falta tanto no mundo. Pois após a morte não preciso mais dele. O amor para mim é como as Rosas, quem mas quiser dar, dê-mas em vida e não na sepultura. Beijinhos deste teu amigo Eduardo.


De M.Luísa Adães a 26 de Março de 2009 às 09:37
Eduardo

Lindo testamento, se um testamento pode ser lindo...

Mas gostei do Legado!

Beijos,

Maria Luísa


De Fisga a 26 de Março de 2009 às 17:42
Olá amiga Luísa. Antes do mais obrigado por vires a este espaço que é teu por direito. Quanto ao legado. Pois será mesmo um legado, já que eu tenho filhos e não posso deserdá-los. Eu costumo ser prudente no tratamento com a justiça. Já recebi os livros. Muito obrigado pela tua oferta, Tão generosa. Um beijinho Eduardo.


De M.Luísa Adães a 26 de Março de 2009 às 18:25
Eduardo

Tive muito gosto e tenho, em vir ao teu recanto;

e o "Legado" está muito bem concebido.

Os meus dois livros, a partir deste instante ou do outro, são teus - mudaram de familia, de casa e
tal como as pessoas, precisam de se ambientar e serem tratados com amor e carinho.

Não os abandones; não os deixes em solidão e
lembra-te de mim - é o meu Legado para ti!

Com carinho e emoção, te desejo felicidades,

Maria Luísa


De Fisga a 26 de Março de 2009 às 19:23
Olá amiga Luísa. Mais uma vez obrigado. Quanto à estimação, dos livros, podes ficar tranquila; Tudo o que é meu é estimado com todo o amor e carinho que eu sou capaz de dar. É para tudo o que possa significar lembrança porque foi oferta, `há um lugar muito especial. Porque as coisas que me são oferecidas, o seu valor monetário pode até ser de um cêntimo, para mim tem pela sua natureza de oferta, um valor inestimável. Beijinho. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 27 de Março de 2009 às 11:46
Eduardo

Acredito em ti ! És o meu amigo virtual! Ficas com o meu "Legado", para sempre, até que tu ou eu , possamos desaparecer!

A vida é efémera e muda quando menos se espera!
É uma triste verdade!

Com carinho,

Maria Luísa


De Fisga a 27 de Março de 2009 às 14:42
Olá amiga Luísa. Foi com todo o carinho que o aceitei e será com todo o carinho que o vou preservar, enquanto eu me conhecer como ser humano. E espero contar com a tua companhia na senda da vida, por muito e bons anos. Beijinho com carinho Eduardo.


De M.Luísa Adães a 27 de Março de 2009 às 20:11
Eduardo


Que Deus nos ajude e nos dê saúde e aos nossos familiares, para podermos continuar, na senda da vida, por muitos e muitos anos.
Bem Hajas!

Maria Luísa


De Fisga a 28 de Março de 2009 às 13:19
Olá amiga Luísa. Faço minhas as tuas sábias palavras, e que nós continuemos a querer, porque querer é poder. Obrigado por seres quem és e o que és. Beijinhos e bom fim de semana. Eduardo. P. S. Estou a ler os sete degraus, e estou a gostar muito.


De M.Luísa Adães a 28 de Março de 2009 às 18:05
Eduardo

Já estive no teu blogs, hoje; e vamos continuar porque queremos e podemos.

Beijos,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 27 de Março de 2009 às 12:11
Ó meu amigo, eu não encontro vandalismo nenhum no teu blog! Mas esse teu testamento está uma maravilha! Até me pareceu familiar. É muito bom, mesmo!!!
Hummm... tens a certeza de que não publicaste já um livrinho qualquer?
Abraço grande! :)


De Fisga a 27 de Março de 2009 às 14:59
Olá amiga João. Obrigado pelo elogio, até deixas babado, mas não. Ainda não publiquei, nenhum livro. Devo dizer-te que antes de ter o computador, cheguei a pensar nisso, mas depois comecei a conhecer umas pessoas assim como a Maria João e a Linhas e letras, e outras mais, que me levaram a concluir que eu não sei nada, e por isso não devo nunca pensar em livros. Mas tenho umas coisitas, tudo sem importância. E pior que sem importância, é sem nexo. Abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 28 de Março de 2009 às 12:15
Isso quer dizer que eu, depois de Ler Florbela Espanca, Camões, Pessoa, Torga, Bocage, Natália Correia, Pessoa, etc, etc,etc, também deveria ter ficado quietinha???
eheheh :) Abraço!


De Fisga a 28 de Março de 2009 às 20:49
Olá amiga João. Não minha amiga, quer dizer que eu depois de ler algumas coisas, de várias pessoas, começando por ti, cheguei à conclusão que eu de poesia não sei mesmo nada. Se há coisas que não têm comparação possível: O que eu sei de poesia, comparado com o que tu sabes, é igual a não comparável. Abraço e boa noite. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 29 de Março de 2009 às 12:58
Olha, olha! Pois esse poema está mesmo muito bom!
Abraço grande!


De Fisga a 29 de Março de 2009 às 21:16
Obrigada minha amiga, és muito simpática e eu agradeço a tua amabilidade, Mas eu sei que não passa disso mesmo. Obrigada. Amiga. Um abraço e boa noite. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 30 de Março de 2009 às 12:03
Ñão é só amabilidade, não senhor! É bom mesmo!
Abraço grande!


De Fisga a 30 de Março de 2009 às 15:06
Olha amiga, eu fico muito feliz por isso, e vou ver se não me envaideço muito, porque depois os resultados podem se manifestar negativos. Um abraço. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 31 de Março de 2009 às 09:58
Pronto... então envaidece-te só um bocadinho! :)
Abraço grande!


De Maria a 2 de Abril de 2009 às 23:05
Quem disse que não sabia fazer poemas...
Aqui está a prova, está lindo Fisga...Parabéns Bjs


De Fisga a 3 de Abril de 2009 às 15:50
Olá amiga Maria. Obrigada por ter vindo. obrigada também pelo elogio, Mas na verdade eu de poesia não percebo nada. Aquele poema saiu num dia daqueles em que eu estava mesmo muito inspirado. Deve ter sido algum desgosto de amor, aquele poema já tem perto de 55 anos. Um beijo Eduardo.


Comentar post

.quem sou eu

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. O RELÒGIO

. RECORDAÇÕES

. É TÃO TRISTE

. AS MINHAS DUVIDAS

. UM NOVO ANO

. UM BOM NATAL

. PING PONG

. DIAS DE INCERTESA

. ALEGRIA TOTAL

. JANEIRO DE 2013

. PENSAMENTOS

. O FILHO PRÓDIGO

. SINAIS DOS TEMPOS

. UM AZAR NUNCA VEM SÓ

. O TIATRO DE REVISTA

.arca_animais-micros...

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Mar do Desespero

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

.links

.Visitas

 

.arca_animais-micros...

blogs SAPO

.subscrever feeds