Terça-feira, 7 de Abril de 2009

A REVELAÇãO

 

 

O SEGREDO
Este é o meu segredo,
E ele vai morrer comigo,
Revelá-lo tenho medo,
A omissão será meu castigo.
 
Vou sofrer o resto da vida,
Mas para ti não terá relevo,
É uma aventura reprimida,
Que vou guardar em segredo.
 
Não sou destemido nem forte,
Meu destino é sonhar contigo,
E quando chegar a morte,
Ele vai morrer comigo.
 
Tenho medo de morrer,
Porque à vida tenho apego,
Eu não te posso dizer,
Revelá-lo tenho medo.
 
Porque não te posso contar,
Pra não te fazer sofrer,
E eu sofrer mais contigo,
Vou ter que me calar,
E a omissão será o meu castigo.
Autor Fisga.

publicado por Fisga às 09:00
link do post | comentar | favorito
|
51 comentários:
De Maria a 7 de Abril de 2009 às 11:12
Olá Fisga

Que lindoooo, e dizia que nunca tinha feito, nem jeito...Parabéns, Bjs


De Fisga a 7 de Abril de 2009 às 11:18
Olá amiga Maria. Muito obrigado pelo elogio, mas este poema fiz eu quando ainda sonhava acordado. Fui agora encontra-lo dentro de um livro e deu-me para o publicar. beijinho Eduardo.


De poetaporkedeusker a 7 de Abril de 2009 às 15:25
Pois, pois! Eu bem dizia que tu estavas era muito caladinho... ainda se sonha acordado, amigo. Não é, necessariamente, "mais do mesmo", mas estou para enontrar o/a português/esa que não sonhe acordado/a...
Abraço grande e parabéns!


De Fisga a 7 de Abril de 2009 às 20:40
Olá amiga João. Obrigado por vires, e por seres tão simpática comigo. Sabes? Isto do sonho é como o preço do vinho. em que todos os dias morrem bêbedos e o vinho continua caro o sonho é a mesma coisa. As pessoas sonham, só que depois não se lembram que sonharam. É provavelmente o meu caso. Um Abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 7 de Abril de 2009 às 20:51
Isso é porque tu abusas no "queijo"!
Um abraço grande - sem ser título de nada! ;)


De Fisga a 7 de Abril de 2009 às 21:04
Não, não amiga, eu nem lhe toco, só posso comer queijo sem gordura nenhuma, e esse não sabe a nada, e então opto por não comer. Abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 7 de Abril de 2009 às 21:08
ok, ok! Já não está cá quem falou...
Abraço!


De Fisga a 7 de Abril de 2009 às 21:15
Afinal, onde é que tu estás? Que já espreitei por detrás do monitor e não te enxergo. Abraço. Eduardo.


De poetaporkedeusker a 7 de Abril de 2009 às 21:24
Estou do lado de cá do espelho, no País das Maravilhas!
Hoje estamos em sincronia! :)


De Fisga a 8 de Abril de 2009 às 17:38
É engraçado quando nos demos conta que estamos como que ao telefone, só nos faltava a webcam . Para nos vermos também. Abraço Eduardo.


De poetaporkedeusker a 7 de Abril de 2009 às 15:31
... e o vídeo... eu conheço todas as imagens desse vídeo... ?????????


De MBeirão a 7 de Abril de 2009 às 22:13
Gostei deste post, quadras muito bem feitas e com sentido,

felicidades


De Fisga a 8 de Abril de 2009 às 18:01
Olá Miguel. Sê bem-vindo a este espaço, feito para quem vier por bem. Obrigado pelo elogio, mas pelo pouco que já li ainda estou muito atrasado, na senda da poesia. Mas nem todos podem ser poetas tem que haver os que consomem como eu que sou poético-dependente. Abraço e obrigado volta sempre. Eduardo.


De TiBéu ( Isa) a 7 de Abril de 2009 às 23:15
0011715.gif


De Fisga a 8 de Abril de 2009 às 14:53
Obrigado amiga. és um amor de pessoa. Beijinhos. Eduardo.


De rosafogo a 8 de Abril de 2009 às 00:17
Entrei sem licença alguma, mas como sou curiosa, vim
ver quem era o simpático amigo que andou lá pelo meu rosafogo num dos primeiros posts e que só hoje dei conta. Quero deixar o meu agradecimento e também dizer que gostei do SEGREDO, faz favor de continuar, virei sempre que tiver oportunidade.
Porque isto de ser avó é uma trabalheira, o amigo sabe...
Um abraço


De Fisga a 8 de Abril de 2009 às 15:08
Olá Rosa fogo. A isto, eu chamo educação. Não é como certa pessoa fez, que entrou e não deu cavaco. Sou eu a pessoa. Mas isso também já não importa. Antes do mais, o meu muito obrigado por ter vindo até este espaço onde é e será sempre recebida com todo o carinho e respeito. Muito obrigado pelo elogio, que não sei se é merecido, mas também não me compete a mim saber. Quanto à minha intromissão. É assim: Eu gosto de pesquisar, e encontrei o seu blog. por mero acaso, entrei vi, li e gostei, ainda não voltei como gostaria de ter feito já porque u meu tempo está cronometrado, mas não está esquecida e prometo voltar. Porque adorei o que vi e o que li. beijinho E até uma próxima. Eduardo.


De Ana a 8 de Abril de 2009 às 00:21
Poema lindissimo amigo, estás a ver como ainda sonhas? Gostei do que li e gostei de constatar que ao contrario do que dizes, ainda sonhas!
beijinho


De Fisga a 8 de Abril de 2009 às 15:21
Olá minha querida amiga Ana. Obrigado por vires, e obrigado pelo elogio, quase me babava, sobre o teclado. Lamento amiga ter que te dizer mas não te podia mentir, que ficava mal comigo mesmo. Mas este meu segredo tem mais de 30 anos. Sim nesse tempo eu sonhava, agora penso em sonhar, mas não consigo sonhar, este poema vem de um tempo em que eu ainda pensava que tinha veia de poeta. De qualquer modo agradeço-te de todo o coração, a satisfação que me pareceu existir em ti ao leres o poema, pois eu também acho que ele tem algum interesse. Beijinhos e obrigado mais uma vez. Eduardo.


De MIGUXA a 8 de Abril de 2009 às 00:47
Bem amigo Eduardo,

Deixou-me sem palavras, que bonitos versos, que escondem tão grande segredo...

Parabéns, gostei muito e VIVA LA VITA!!!

Beijinho com carinho
Margarida



De Fisga a 8 de Abril de 2009 às 15:29
Olá amiga Margarida, Obrigado por vir a este seu cantinho, onde sempre é e será recebida com todo o carinho e respeito. Eu é que me ia babando sobre o teclado, com tal elogio. Obrigado. Olhe amiga, não lhe vou dizer, mas posso dizer-lhe que foi real, já não é, porque os tempos mudam e com eles mudamos nós. Mas já tem muitos anos, vem do tempo em que eu ainda sonhava, e tinha ilusões. Mas de facto também gosto do que fiz. mas até chegar ao pé da Margarida, eu tinha muito que crescer. Mas cada um nem sempre é o que quer, mas o que consegue ser. beijinhos e tudo de bom. Eduardo.


De Emanuela a 8 de Abril de 2009 às 01:36
É amigo, segredos de amor doem mesmo... Mas, é como dizes: alguns carregamos conosco para o além...
Adorei a música, fez-me lembrar um amor de adolescência, hehe...
Beijinhos e fica bem


De Fisga a 8 de Abril de 2009 às 15:34
Olá amiga emanuela . Obrigado por vires. Os segredos... E os amores? Este poema tem mais de metade da minha idade, nesse tempo sim, eu sonhava e tinha ilusões. Mas é verdade que eu também gosto do poema, e foi feito com uma grande dor no coração, o que são os sonhos. Um beijinho, e tudo de bom para ti. Eduardo.


De ஜॐ♥ஜ___Estrelinh@___ஜॐ♥ஜ a 8 de Abril de 2009 às 10:04
Eduardo meu amigo...

Coisa mais linda que acabei de ler,
simplesmente lindo,
simplesmente belo,
afinal...tb és um romântico...

gostei muito mesmo, olha...vou levar,

beijito amigo...

e...

PARABENS


De Fisga a 8 de Abril de 2009 às 15:42
Olá amiga estrelinha. Obrigado por vires a este cantinho que foi feito para pessoas como tu. E obrigado pelo elogio, que quase ia molhando o teclado. Não só podes levar, como me honras muito com isso, pois eu tenho que confessar que também gosto do poema. Tem mais de metade da minha idade, e vem do tempo em que eu ainda sonhava, mas por acaso e só por acaso, não foi um sonho, foi uma dura realidade, que já não é mais, os tempos mudam e nós também. Beijinhos amiga e tudo de bom. Eduardo.


Comentar post

.quem sou eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 40 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.arca_animais-micros...

.arquivos

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Mar do Desespero

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

.links

.Visitas

 

.arca_animais-micros...

SAPO Blogs

.subscrever feeds