Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

A CARTA

 

RECADO DE UM Pai. 1ª De 5 páginas.
PARA TODOS OS FILHOS, QUE TIVERAM A DESDITA DE NASCER, NUMA ÉPOCA TÃO CONTURBADA ONDE A ÚNICA LEI QUE É VÁLIDA É A LEI DO SALVE-SE QUEM PODER. ONDE POR QUESTÕES DIFERENTES, É AGORA 2009 COMO NA DATA EM QUE ESCREVI ESTA MISSIVA.1960
Meu filho, Sem motivos ponderáveis, não te aprece nas tuas amizades; Sem razões importantes não te determines nas tuas antipatias. As amizades carecem de pedra de toque, como ouro de lei que devem ser. Caminhos de silvados são as antipatias que criamos. Uma amizade sincera, perdurante ao longo da ressaca da nossa vida, moralmente reconfortante ao sentirmo-nos isolados no mar magno das multidões indiferentes, é dom precioso que devemos guardar no coração por toda a nossa vida. Quando te fizerem mal (e não faltarão ocasiões) Observa, meu filho, fleumática e objectivamente, a causa que o motivou. Se foi merecido, ou se foi o reflexo de outro alvo que não tu, aceita-o considera-o tão só mente como a lei da repercussão normal; se porém verificares que te agridem injustamente, contra-ataca vigorosamente, de maneira a ganhares a partida com honrosa vitória. Não esqueças o bem que te tenham feito e sê galhardo no pagamento das dívidas que a tua gratidão contrai. A Ingratidão é uma lepra moral. É um endurecimento do coração que embota a vontade de bem-querer e causa a virtude de fazer bem. Despreza com, fidalguia a zumbidora maledicência dos invejosos. Estes eunucos morais incapazes de vencer na vida pelo esforço próprio, prestam preito ao seu valor ao quererem-te diminuir, para assim avolumarem a sua pouca idade. Impotentes para se elevarem á tua craveira, querem fazer-te baixar á deles. Só não será invejado quem nenhum valor tiver. Guarda-te dos malevolentes e não lhes pagues na mesma moeda. Na malevolência bastantes vezes vaidades feridas. Recorda que a vaidade é um sinal provável de fraqueza e certo de interioridade. Repele com altivez a pressão dos que se julguem superiores.

publicado por Fisga às 22:00
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De maripossa a 17 de Abril de 2009 às 22:38
EDUARDO. PALAVRAS FORTES E BEM DITAS,SEMPRE ACTUAIS NOS DIAS QUE CORREM.
BEIJINHO DE AMIZADE BFS LISA


De Fisga a 18 de Abril de 2009 às 09:10
Olá amiga Lisa. Obrigado por ter vindo a este lugar onde é bem-vinda e estimada. Obrigado também pelo elogio. Espero saber sempre merece-lo. Esta carta que está dividida em 5 paginas, para não ser muito maçuda, foi escrita em 1960 num período um pouco negro da nossa história, em que eu já adivinhava que algo de novo se aproximava, só não sabia, se bom se mau. E andava a pensar em tentar arranjar patrocina para ver se publicava um livro. Entretanto tudo começou a azedar e entretanto chega o 25 de Abril, e tudo foi por água a baixo. Mas ainda hoje penso que esta carta está mais ou menos bem redigida e bem estruturada. Beijinhos do amigo Eduardo.


De rosafogo a 17 de Abril de 2009 às 23:44
Olá Amigo Eduardo

Obrigado pela tua visita ao rosafogo, é sempre muito bom para mim ouvir o que os meus amigos virtuais me
têm a dizer, e é bom estas palavras mimosas que nos acalentam a vida e nos vão dando no fundo algum bem estar. Desejo que te encontres bem. Como vês estou de regresso e acabo de ler a tua "Carta".
Como são bons os conselhos que nela dás! Uma autêntica lição de vida. Palavras vindas dum ser bom e honesto como tu deves ser, estás de parabéns.

Um grande abraço


De Fisga a 18 de Abril de 2009 às 09:23
Olá amiga RosaFogo. Obrigado por vires, a este lugar onde és bem-vinda e estimada. Parabéns por voltares, pois o meu blog sem o teu aval já não era o mesmo, eu tenho em cada amigo virtual, um grande professor, com quem aprendo sempre mais e mais. Obrigado ainda pelo elogio à carta. Esta carta, que está dividida em 5 tomos para não se tornar muito maçuda, já foi escrita há quase 60 anos, pareceu-me na altura ser oportuna esta chamada de atenção, cheguei a pensar em ver se conseguia um patrocino, para publicar um livro, que nunca chegou a passar do projecto. e agora parece-me mais oportuna ainda do que na altura em que a escrevi. E então resolvi publica-la, no blog. Não é por ser de minha autoria, mas também acho que está mais ou menos, bem estruturada. Obrigado pela força Um forte abraço. Eduardo.


De Just Moments a 18 de Abril de 2009 às 01:20
Amigo!

..Agora melhor que nunca percebi o que disseste no meu blog..e que belo filho deves ter, com esses conselhos e mais importante, exemplo..

Linda..uma carta que todos os pais deveriam escrever!

BEIJINHOS


De Fisga a 18 de Abril de 2009 às 09:35
Obrigada minha amiga por vires. E obrigado também por entenderes a razão da minha carta. Mas sabes amiga, foi escrita em uma altura em que eu ainda vivia com a minha cabeça repleta de ilusões, pois pensava que a minha forma de ser e de estar, era o caminho para criar um mundo maravilhoso, E então eu cria qualquer preço passar os meus princípios ao meu filho. Hoje vejo que Misturado no meio de todo este roseiral de ilusões havia muita desilusão. A vida é isto mesmo, é o produto de muitos avanços e recuo-os. e o tempo é o Professor de tudo o que a Escola não nos pode dar. Mas ainda tenho um saldo positivo, apesar de tudo. Beijinhos Eduardo.


De rosafogo a 18 de Abril de 2009 às 19:30
Olá, estou de novo, para te dizer que teria imenso prazer de ler as restantes folhas da tua carta, porque eu acho que é duma enorme valia para quem lê. Eu também procuro incutir os valores que mencionas, nos meus descendentes e aguardo que eles os sigam. Lendo-te creio ser depois mais fácil o meu desempenho, daí o meu grande agradecimento.

Um abraço


De Fisga a 18 de Abril de 2009 às 20:17
Olá minha amiga Rosafogo. Olha minha amiga, antes do mais o meu obrigado por vires a este cantinho onde sempre serás muito bem vinda. Quanto ao agradecimento, eu é que fico muito grato por saber que há quem valorize este meu trabalho. Quanto ao resto da carta, está descansada que ela vai ser publicada na integra, eu dividia em 5 partes para não ser tão cansativa de ler. Um beijinho e bom resto de fim de semana. Eduardo.


De MIGUXA a 19 de Abril de 2009 às 03:38
Amigo Eduardo,

Belas palavras, qualquer bom filho as tomaria como mote para o seu comportamento.

Beijinho com ternura
Margarida


De Fisga a 19 de Abril de 2009 às 11:54
OI Margarida amiga. Muito obrigado por vir a este seu cantinho. Muito me alegra e sensibiliza o seu apreço, pelo que escrevi, pois na altura em que escrevi há quase 50 anos era uma altura que embora um pouco conturbada, eu ainda acreditava que podia dar algo em prol do meu país, e pensei até escrever um livro, onde essa carta seria inserida. Mas depois no decorrer do amadurecimento, do projecto a ideia caiu no esquecimento. Obrigado e um beijinho Eduardo.


De *FreeStyle* a 20 de Abril de 2009 às 07:32
Olá Eduardo...

Tenho a certeza que por mto que tentemos nunca seremos os bons Pais que gostariamos ser, não o foi o meu Pai e não o sou eu, tentamos sê-lo sim, com tda a força do mundo, principalmente no primeiro filho que é sempre uma aprendizagem para o proprio Pai.

Mas tenho a certeza que tdos os Pais do mundo querem o melhor para os seus filhos, prova disso é esta tua carta.

Parabens


Abraço Amigo


De Fisga a 20 de Abril de 2009 às 12:08
Olá amiga Luísa. Acredita que o que me fez escrever aquela carta, foi a constatação do que eu verifiquei que me faltou nos primeiros anos da vida da minha filha mais velha, que fás agora em Julho 50 amos, de idade. embora a carta aparentemente não tem nada a ver com os primeiros 2 anos ou até mesmo os primeiros 10 Mas terá sido uma forma de eu me redimir da lacuna existente. Porque eu prometi a mim que ela no que dependesse de mim, ia ter, fazer e aprender tudo a seu tempo. e foi, assim que aconteceu, sempre houve uma cumplicidade muito grande entre ela e mim. e a mãe mas mais comigo. Beijinho amiga e tudo de bom melhoras. Eduardo.


De Simbologia do aMoR a 20 de Abril de 2009 às 17:18
Olá Eduardo

É uma bela carta!
Nunca devemos criar julgamentos sem conhecermos pessoalmente. Também é um bom exemplo este que deu ao seus filhos.

Abraço.


De Fisga a 21 de Abril de 2009 às 17:25
Olhe amiga. Muito obrigado por ter vindo. Quanto à carta, pois não foi só através da carta mas também, eu tentei passar-lhe todos os meus valores, não foi fácil, mas hoje seria bem mais difícil, os tempos são bem diferentes. Felizmente 1 com 48 anos e outro com 44, nunca me envergonharam a cara, isso é um grande orgulho para mim. Um grande abraço também para a Sra. e tudo de bom. Eduardo.


De rosafogo a 20 de Abril de 2009 às 22:39
Olá amigo Eduardo

Cheguei em boa hora, pois já li a segunda página da tua carta, não esperava encontrá-la já, mas fiquei maravilhada com ela e com a tua maneira de expôres os ensinamentos. Acredita que vale muito a pena que o faças, porque a quem te vem ler , estas palavras não caiem em saco roto, como se costuma dizer. Há sempre qualquer coisa que permanece na mente e que vai fazer com que principalmente os mais jovens
sigam pelo caminho certo e retirem da tua carta o que ela tem de belo.

Desculpa se me alonguei, um abraço carinhoso


De Fisga a 21 de Abril de 2009 às 17:39
Olá amiga Rosa. Obrigado por vires a este espaço que também é teu. Olha amiga. eu sei que há muita gente que vai começar a ler e nem sequer acabam de ler. Mas também sei que há quem dela tire algo de proveitoso. Ela esteve cerca de quase 50 anos guardada, e não serviu de nada para ninguém, por isso é só eu fazer de conta que ela continua guardada. ficaria muito contente de saber que muitas pessoas a leram, mas ficaria muito mais contente se soubesse que poucas pessoas a leram, mas que aproveitaram algo dela. Não me maçaste nada, e vem sempre porque sempre serás bem vinda. Um beijinho Eduardo.


Comentar post

.quem sou eu

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. O RELÒGIO

. RECORDAÇÕES

. É TÃO TRISTE

. AS MINHAS DUVIDAS

. UM NOVO ANO

. UM BOM NATAL

. PING PONG

. DIAS DE INCERTESA

. ALEGRIA TOTAL

. JANEIRO DE 2013

. PENSAMENTOS

. O FILHO PRÓDIGO

. SINAIS DOS TEMPOS

. UM AZAR NUNCA VEM SÓ

. O TIATRO DE REVISTA

.arca_animais-micros...

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Mar do Desespero

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

.links

.Visitas

 

.arca_animais-micros...

blogs SAPO

.subscrever feeds