Quinta-feira, 7 de Maio de 2009

O SONHO

 

O SONHO DOURADO
Tantas noites sonhei contigo,
O mesmo sonho embriagante,
E nesses sonhos, fui teu companheiro,
Teu amigo e fui teu amante.
 
Fui por ti abraçado, e enleado,
Foi um sonho de verdade,
Porque foi bem conseguido,
Foi vivido e muito sentido,
Mais do que se fosse realidade.
 
Fui por ti enleado,
Os corpos quais laços apertados,
Com tanta ternura e amor,
E tanta sensualidade,
Que se fosse uma realidade,
 Não teria mais esplendor.
 
Ó! Meu deus como foi bom,
Ter-te amado assim a sonhar,
Porque só em sonho eu tive o dom,
De tanto e assim te poder amar.
 
E como fomos felizes por instantes,
Como foi bela essa fantasia,
Como só em sonho aconteceu um dia,
Nós poder-mos ser amantes.
 
Mas foi bom eu ter sonhado,
Ter-te tido e ter-te amado,
Por tanto em ti ter pensado,
Sempre que te via da janela,
Ou da rua mas sempre distante,
E nunca ao meu lado,
Porque a distância a isso impunha,
Mas Deus é testemunha,
Que eu sempre te quis amar,
Sempre te quis conhecer,
E sempre te quis beijar.
 
Tantas coisas que eu inventava,
Para ver se mais perto de ti conseguia ficar,
Mas tudo em vão,
E o meu pobre coração sempre a palpitar.
 
A! Como eu me irritava,
Quando de ti se falava,
E eu sem poder beijar-te, E abraçar-te,
Conhecer as tuas entranhas,
Penetrar nos teus mares,
E conhecer-te de corpo inteiro,  
saciar a minha curiosidade nos teus montes,
e ter a ilusão de ser o alvo, E ser para ti o primeiro.  
 
Impossível, tudo me era vedado,
E por isso foi muito bom, eu ter-te amado,
Só em sonho eu pude ter-te,
E contemplar-te, ter a ilusão de te amar,
E de ser por ti amado.
 
Fiquei de tal modo emocionado,
E conhecedor do teu encanto,
Porque te vi toda nua, e senti o teu calor,
Se eu não tivesse sonhado, nunca te teria amado,
E como é bom amar-te nua.
 
Não fiques a pensar, que perdi por ti a admiração,
Tu para mim terás sempre a mesma magia,
Por ti eu tenho cada vez mais carinho,
Tu para mim serás sempre a rainha,
Com toda a imponência e ternura,
Sentirei sempre a tua presença,
Até mesmo na noite escura,
Porque tu és a detentora de todo o segredo,
na noite és por todos respeitada,
Ninguém ousa perguntar-te nada,
Porque tu não és traidora, Só queres contemplar,
não conheces em nada o mal,
Amas e fazes-te amar, e continuas sempre igual,
Manténs sempre a mesma indiferença,
ante a tua observação distante,
És mãe, amiga e amante.
 
Calas o segredo do ladrão,
do assassino e do amante.
Manténs sempre a ternura,
mesmo para quem te censura,
estás sempre vigilante.
 
Controlas a natureza,
Sem nada pedires em troca.
Grande é a tua nobreza,
Não usas manto real,
mas tudo te obedece,
nada nasce e nada cresce,
sem a ajuda de sua alteza: (A LUA)
 Autor Eduardo Gonçalves. (fisga)

publicado por Fisga às 22:00
link do post | comentar | favorito
|
31 comentários:
De MIGUXA a 8 de Maio de 2009 às 00:23
Eduardo,

Bem meu amigo...Lindo, adorei!!

É a força do amor platónico...

Noite sonhada

Beijinho com ternura
Margarida


De Fisga a 8 de Maio de 2009 às 18:42
Olá amiga Margarida. Obrigado por vire sempre um prazer ter a sua visita. Fiquei muito feliz e sensibilizado, Por gostar do que eu escrevi. Foi de facto uma das coisas que eu escrevi com mais amor e carinho, Foi escrito mesmo com o coração. Eu tenho de facto uma paixão que sei ser platónica, mas nem por isso eu deixo de a acarinhar, e cultivar. A lua para mim, tem algo de místico, de mágico e de sacro. Beijinho amiga e bom fim de semana. Eduardo.


De Simbologia do aMoR a 8 de Maio de 2009 às 00:34
Olá Eduardo

Muito me emocionou este poema!
Não saberia dizer mais nada,
A não ser lindo, sentido com a alma.
Não se desepere, a vida é amena.
Quando a gente menso pensa...
O sonho se realiza, basta crer.
O que é o crer se não a Fé?
Muitas vezes também sonhei...

Um abraço.


De Simbologia do aMoR a 8 de Maio de 2009 às 00:36
* Desculpe o erro ortográfico
Quis dizer: Quando a gente (menos) pensa...

Abraço.


De Fisga a 8 de Maio de 2009 às 21:42
Olá amiga. Sem maca. Erros, quem não os dá? beijinho Eduardo.


De Fisga a 8 de Maio de 2009 às 19:13
Olá amiga. Olhe minha amiga. Eu não desespero, mas Não partilho do provérbio que diz querer é poder. Porque o carinho que tenho pela lua, era suficiente forte para eu a poder ver de pertinho, se querer fosse poder. Eu não sei explicar exactamente o que significa para mim, mas sei que é algo de intocável, de inviolável, é mística, só esta palavra me ocorre para a definir. Beijinho Eduardo.


De Fisga a 9 de Maio de 2009 às 18:13
Olá amiga. obrigado por vir e obrigado também pelo elogio, que não sei se é merecido assim. A pesar de eu também gostar muito do poema, Não me convenço que um dia o sonho se torne realidade. Beijo Eduardo.


De Simbologia do aMoR a 8 de Maio de 2009 às 00:45
Oi Eduardo

Voltei para comentar novamente depois de ter lido este poema por três vezes.
E não garanto, mas posso sentir que este "Sonho Dourado", parece complemento de outro "Sonho". E aquele outro tem um olhar similar. Estou enganada?

Ps. Desculpe a intromissão.

Abraço.


De Fisga a 8 de Maio de 2009 às 18:58
Olá amiga. Não me peça desculpa por voltar, eu é que lhe agradeço, o facto de ter voltado. Estou que sempre aqui para o que for e eu souber ajudar. Esta minha paixão, mesmo sendo platónica, eu não a quero esquecer ou perder, eu não sei explicar o porquê, só sei que é algo que me fás muito feliz, ter este carinho esta admiração esta alegria de contemplar. Ela é a minha musa, é nela que eu me inspiro, é a ela que eu adoro incondicionalmente. Beijinho e bom fim de semana.


De Emanuela a 8 de Maio de 2009 às 00:48
Oi amigo. Lindo teu poema! E tão cheio de sentimento... Hoje fui eu que não resisti e o "roubei" para os meus favoritos.
Beijinhos


De Fisga a 8 de Maio de 2009 às 18:49
Olá amiga emanuela. Obrigado por vires, és sempre bem-vinda. Fiquei muito feliz por gostares. Também eu adoro, muito este poema que fiz à lua. A lua para mim é mágica, é algo que fás parte do sagrado, do intocável, tem uma magia que eu quero cultivar e amar para sempre. Beijinho e bom fim-de-semana. Eduardo


De Azoriana a 8 de Maio de 2009 às 15:40
Ah Poeta! Que os sonhos continuem e se transformem em belos poemas.

Grande abraço!


De Fisga a 8 de Maio de 2009 às 22:19
Obrigado amiga. Obrigado por vir. Você É Uma uma Rosa. Embora com picos. Um bom fim de semana Abraço. Eduardo.


De maripossa a 8 de Maio de 2009 às 17:36
Amigo Eduardo. Espero que tudo esteja bem consigo! O poema de tão bonito que é me surpreendeu , pela positiva, já o tinha dito que escreve coisas bonitas este poema, é mesmo um sonho que todos nós por vezes idealizamos nunca os conquistamos, mas como é um belo sonho, cerramos os olhos e continuamos.
Beijinho de amizade e bfs Lisa


De Fisga a 9 de Maio de 2009 às 11:19
Olá amiga Lisa. Obrigado por ter vindo a este lugar onde será sempre recebida com carinho e amizade. Obrigado também pelo elogio. Mas na verdade também eu gosto muito do que escrevi, mas este poema vem do tempo em que eu ainda sonhava. já tem muitos anos. Fiquei feliz por ter gostado. Beijinho Eduardo.


De rosafogo a 8 de Maio de 2009 às 20:25
Amigo Eduardo, ontem pareceste-me desanimado, espero que te encontres melhor.
Quanto á tua poesia sobre a Lua, que tanto inspira os poetas, acho que está linda.Belo sonho! Sempre temos tempo suficiente se dele fazemos bom uso, e foi o que fizéste, uma bela e descritiva poesia.
Vou adicionar, mesmo sem tua liçenca.

Um abraço, e as tuas melhoras rápidas, não precisas responder, aproveita e descansa.


De Fisga a 9 de Maio de 2009 às 11:07
Olá amiga Rosa. Obrigado por vires a este cantinho onde sempre serás bem recebida. Obrigado também pelo elogio, mas tenho que confessar que também gosto muito da Lua e da poesia que lhe dediquei. Quanto á minha disposição isto não vai ser nada de cuidado espero. Um bom fim de semana. E um beijo Eduardo.


De Just Moments a 9 de Maio de 2009 às 11:25
Olá Amigo!!

O poema é lindo..e só ser ser real..veia da alma!!
Sendo platónico ou não, será sempre algo Teu..
E é tão bom amar, sonhar..

Posso levar??

Beijinhos

ps..Desculpa a ausência


De Fisga a 9 de Maio de 2009 às 13:55
Olá amiga. Claro que pode levar. Tudo o que aqui é posto sem reserva é do mundo, e o mundo somos nós. Tenho até um grande prazer em que o leve, é sinal evidente que gostou, o que me orgulha muito. Beijo Eduardo.


De Chicailheu a 12 de Maio de 2009 às 21:35
Amigo
Estou de boca aberta de pois de ter lido tão belo poema e da tua autoria!
Adorei mesmo!
Quem é que vai ser "Bebé" no dia 15?
Muitos beijinhos e boa noite
Chicailheu


De Fisga a 13 de Maio de 2009 às 15:44
Obrigado. minha querida amiga. és um amor de pessoa. Sou eu! e vão 73 Mas este ano estou um pouco em baixo. há coisas a correrem-me muito mal. Mas eu já ordenei uma busca atrás da minha porta para ver se está lá o danado. Beijinho deste teu grande e sincero amigo. Eduardo.


De rosafogo a 15 de Maio de 2009 às 12:05
Parabéns a Você
Nesta data querida
Muitas felicidades
Muitos anos de Vida!

Amigo Eduardo, é do coração, que te envio um abraço
e te desejo o melhor do Mundo, que encontres a paz e a alegria que mereces.Eu que sou tua amiga, vou lembrar-me e pedir saúde para ti e para todos os nossos amigos amanhã em Lourdes.

Um abraço grande
Natália Nuno


De Fisga a 17 de Maio de 2009 às 12:53
OI Amiga Natália. desejo-te muito boa viagem, e melhor regresso. Quanto aos teus desejos formulados, o meu sincero agradecimento, e desejo que por muitos anos lembres com alegria a sã amizade que nos une. É o mais importante de tudo. Dizes que vais rezar por todos os amigos Muito obrigado pela tua disponibilidade e gentileza. Pois é a prova de que vale a pena ter amigos. Desejo-te tudo do melhor, porque és uma grande Amiga e mereces tudo de bom. Beijinho Eduardo Gonçalves.


Comentar post

.quem sou eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 40 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.arca_animais-micros...

.arquivos

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Mar do Desespero

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

.links

.Visitas

 

.arca_animais-micros...

SAPO Blogs

.subscrever feeds