Sábado, 9 de Agosto de 2014

O RELÒGIO

O TEMPO QUE CORRE
Desde o princípio de Junho de 2014 a minha saúde não me tem permitido fazer nada para manter ativo este meu espaço. Esta situação fez-me parar, pensar e concluir, que de nada valem as retóricas, os narizes empinados, ou a mania das cátedras. Há um Sr. Que dá pelo nome de prof. Tempo, que ele sim, dá-nos os ensinamentos e os valores da vida na hora certa, e no tempo certo. Aprendi neste curto espaço de tempo, que aos 50 anos tinha razão quando achei que estava a mais de meio da vida. Agora quase com 80 anos tenho a certeza que precisava de viver mais 50 anos para poder saborear a vida em tudo o que ela tem de bom e de belo e que eu aos 50 anos nunca consegui ver, porque outras coisas de somenos valor, se atravessavam na trajetória do meu foco ocular à medida que ele varria um mundinho que eu nunca consegui deixar de valorizar como sendo o único, o melhor e o mais importante na minha vida. Como eu pensava já saber tantas coisas, e hoje concluo com tristeza que não sabia quase nada.

publicado por Fisga às 15:58
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 16 de Junho de 2014

RECORDAÇÕES


SONETO
Aqui fica um soneto da minha grande amiga Maria João Brito de sousa
Mais conhecida no Google por (poetaporquedeusquer)
De Maria João b. de Sousas (Poeta)
UM SONETO PARA "ESMURRAR NARIZES"...
(Em verso sáfico)
Devo dizer-te que mais nada presta
Quando as palavras, vendo-se traídas,
Vão recolhendo ao som de quanto resta
De quantas almas foram já vencidas!
Devo avisar-te que me murcha “a Festa”
Nesta impotência das mãos, tão doridas,
Porque sabendo bem poder ser esta
A mais provável d`entre as mil saídas,
Pois quando afirmo que outra força, imensa,
Vem, num crescendo e gera já raízes,
Também não escondo qu`isso não dispensa,
Que este soneto, sem finais felizes
Queira negar, antes que alguém o vença,
Tão forte impulso de ir… esmurrar narizes!
Maria João Brito de Sousa – 14.05.2014 – 20.52h
NOTA IMPORTANTE – Este soneto – mais “impulsivo” do que “brincalhão”… - é o meu primeiríssimo trabalho em VERSO SÁFICO.
O soneto que me surge espontaneamente – que eu digo que me “corre nas veias”… - é o de verso heroico.
Sou uma poeta que acredita “no suor e na vocação” e tenho fortíssimas razões para assim acreditar. Não foi tão fácil como isso criar este trabalho que, ainda por cima, perdi e me vi obrigada a reformular porque o computador se apagou e os ficheiros de Word estão a funcionar muitíssimo mal.
O Verso Sáfico apresenta acentuação tónica obrigatória nas quarta, oitava e décima sílabas métricas.

publicado por Fisga às 10:32
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Janeiro de 2014

UM NOVO ANO

</div MORRER, E VIVER. 2013 entra no ocaso e 2014 nasce. Entre este morrer e nascer eu dei entrada de urgência no hospital, com uma ulcera rebentada no duodeno. entrei a 23 de Dezembro, e saí a 31 de dezembro. Hoje 10de Janeiro de 2014 ainda me encontro em convalescença, mas quase restabelecido. O resto agora é dieta. Espero que seja o meu prémio em 2014, o facto de não ter outra surpresa semelhante.

publicado por Fisga às 18:43
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2013

UM BOM NATAL



Os meus desejos para este Natal:
Desejo que a Natureza divina se encarregue de recuperar esta terra perdida algures no meio de mares revoltos, onde a esperança já está também ela perdida.

publicado por Fisga às 14:03
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 20 de Julho de 2013

DIAS DE INCERTESA


A História fala da vida nos tempos primitivos. Fala dos homens das cabernas, fala da descoberta do fogo, entre muitas outras coisas.
Teremos nós que voltar a esses tempos? Os homens das governações, deixaram-se enliar pelos tentáculos de um polvo que eles próprios estão a ter dificuldades em controlar. É o polvo da ambição, do ganho fácil. Que acaba levando-os em ultimo recurso para o salbe-se quem poder, ignorando os valores mais elementares da vida humana. Quando uma engrenagem começa a estar debilitada, despresada, desassistida o que acontece é que começam os elos a partiren-se, mas não vão ser só os que se partem, os mais fracos que vão sofre. São também os ditos mais fortes que ficam sem o seu suporte, os que se partiram. Quando isso acontece a decadência é rápida e total. Será que as cabernas, há tantos milhares de anos abandonadas pelo ser humano, lhe vão voltar a servirt de abrigo como ultimo reduto?

publicado por Fisga às 10:15
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 17 de Março de 2013

ALEGRIA TOTAL




Olá MINHA QUERIED AMIGA GINA:
Obrigado pelo video sobre Angola, aquela terra mágica. Foi como que um sonho, voltar a ver tantas coisas lindas que eu já tinha desistido de voltar a ver.
Naquela terra onde eu fui tão feliz, e onde deichei tanta gente amiga.
Adorei, adorei, adorei. Para Angola o meu abraço. Para a amiga gina, o meu beijo.

publicado por Fisga às 22:07
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2013

JANEIRO DE 2013


A Caixa de pandora.
Ano Novo, vida nova. É suposto que a vida nova, seja mais risonha que a vida velha. Só que a vida nova, desde há uns bons/maus anos a esta parte é sistematicamente menos risonha do que a vida velha, ou seja: o ano novo, é sempre pior que o ano velho. Agora temos os duodécimos, para resolver. O que será que impede, uma operação destas, que eu aprendi, na minha terceira classe? Será que é uma operação matemática, que já não fás parte do programa escolar catual? Ou será que É para acabar de dar cabo dos nervos às pessoas que cada vez sabem menos quanto vão receber para o mês que bem?
Isto, não é querer saber da vida dos outros, ou das finanças dos outros. É apenas, e no meu caso particular só para saber quando é que eu tenho que começar a trabalhar de turnos, sim porque com este tipo de vida vai aumentar assustadoramente o número de pessoas que vão passar a trabalhar de noite. Porque se de noite é perigoso, de dia é mais perigoso ainda. Já que ainda não há licença, para execução de trabalhos á margem da lei E mesmo assim, já se nota bem o aumento dos que arriscam a pele, para conseguir mais alguns cêntimos. Sim alguns cêntimos, porque os que como eu vão agora entrar nesse mercado, são completamente principiantes, e esses vão ter dificuldades acrescidas.
Enfim: Mal de quem fás parte da cadeia alimentar.

publicado por Fisga às 18:59
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 28 de Dezembro de 2012

PENSAMENTOS


O Virar de uma Página.
2012 Chegou ao fim, que recordações deixou? Muitas, mesmo muitas Mas? Pena que todas sejam más.
Bem sei, que a minha opinião, é contestada, muitas pessoas, Não sei se serão apenas as mesmas de sempre, ou se outras haverá, que discordem Se as houver, elas terão as suas razões. Quem sabe, se elas no 25 de Abril, Eram umas tesas como eu e hoje estão cheias de dinheiro Pode ser uma boa razão. Porque também eu tenho as minhas razões, para muitas vezes sentir pena do 24 de abril. Podem achar estranho, mas para mim não é estranho. Porque hoje, quase 39 anos depois, só há uma coisa boa, que não havia nesse tempo, estou a referir-me á liberdade de expressão.Com o respeito que devo aos outros, e a pensar no respeito que espero dos outros permito-me perguntar, se foi um bom negócio, trocar algumas pequenas coisas que existiam no dia 24, para obter a liberdade de expressão.
Eu vou apenas a expor os meus pensamentos.
-Eu antes tinha segurança, na rua e em casa a qualquer hora, Hoje, nem quem tem como pagar a capangas, se pode considerar seguro.
-Toda a gente tinha trabalho. E não vou falar dos malefícios que a falta de trabalho, está a causar, incluindo a nossa liberdade.
-Havia respeito, pelas pessoas e em especial pelos professores.
Não me vou referir, aos trinta e tantos progetos projetos para a educação, e que até hoje ainda nenhum se revelou eficaz.
-Havia indústria, comércio e construção civil, havia trabalho. Não vou discutir se pagavam bem ou mal, todos sabemos que hoje pouco falta para não pagarem nada, porque a indústria já foi, e o comércio está a ir.
-e como não vale a pena citar mais nada. Apenas recordarei que havia um tesouro público, muito invejavel, ao qual aconteceu o mesmo que ao dinheiro, poupado no tabaco, a quem deixou de fumar.Exfumou-se
Assim Sendo, não é o 24 de Abril que eu desejo. Mas sim gente capaz para tomar e manter os destinos deste pobre país.

publicado por Fisga às 19:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Junho de 2012

SINAIS DOS TEMPOS



ESTES NUMEROS ASSUSTAM
A violência domestica, aumenta assustadoramente. Estamos em Junho de 2012, meio do ano. Nos últimos 6 anos foram assassinadas 250 mulheres pelos seus maridos, namorados ou ex. companheiros ou maridos. O que dá a assustadora média de 20,8 mulheres por ano. Estes números foram dados pela T.V. I. Hoje no jornal da noite. Mas Muito mais assustador, é o número fornecido também hoje pela t v i. Diz o mesmo órgão de informação, que o número de mulheres assassinadas pelo mesmo tipo de pessoas, de Janeiro de 2012 até Junho deste mesmo ano, é de 20 mulheres. Isto significa um aumento se as minhas contas não falham, aumentou 6x mais do que no período entre 2005 a 2011 Segundo opinião da T. V. I. parece que não há estudos que apontem para causas evidentes, mas em meu entender, e o tempo o dirá, que as politicas assassinas, que tem sido implementadas há quase 40 anos a esta parte, têm aqui a sua quota-parte. Ou então o ditado que diz: Na casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão, não se aplica aqui. Talvez se aplique antes um outro: Elas não matam, mas moem. Não será tempo de pensar-mos: E entregarmos a governação dói país a uma mulher com pelo na venta, já que sempre foi a mulher que governou a casa. Quem sabe se seria melhor, ou pior? Acho que seria mais fácil ser melhor do que ser pior, porque piuor não é nada fácil.

publicado por Fisga às 22:45
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 2 de Junho de 2012

UM AZAR NUNCA VEM SÓ

Hoje foi um dia triste para mim. Depois de alguns iluminados do desporto se terem esforçado a dizer à boca cheia: Eles não sabem onde se vieram meter, vão levar uma coça que vai ficar para a história.Tantas foram as vezes que eu ouvi, que também eu acreditei que assim era, azar o meu. Mas porque um azar nunca vem só, não foram só os ditos iluminados que se enganaram, também eu fui enganado por eles. A minha vontade era tanta, que de boa vontade me deixei enganar. Olha Paulinho, Lamento por mim, e por ti. Sim é verdade, Porque és o treinador mais humilde e honesto, que eu conheci nos últimos 50 anos. Sempre te admirei como jogador, e sempre te vou admirar como treinador. Força.

publicado por Fisga às 22:58
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Abril de 2012

O TIATRO DE REVISTA


HUMOR AMARELO
Ao procurar um motivo para encimar o post. Encontrei e achei graça, a esta camisola: Ela fez-me lembrar no tempo antes do 25 de Abril, em que no teatro de revista era corrente acontecer, umas piadas ao governo, que eram sempre tão bem pensadas, embora estivesse bem patente, o seu significado, o poder político, na pesoa da policia politica, não podiam incriminar o seu, ou seus autores. Assim acontece com a camisola. Esta frase ( faz-me um bico ) tem a sua conotação bem definida, e a grande maioria das pessoas sabem bem qual é a sua conotação, mas a foto do passarinho sem bico e a pedir que lhe façam o bico, estampada na camisola, não primite que se possa afirmar a veracidade do termo, mas todos sabemos que ela está lá. Era muito dificil, nesse tempo antes do 25 conseguir dar piadas ao governo, sem que as mesmas saissem bem caras aos seus autores. Hoje é tudo tão facil, que acaba perdendo o sabor, que tinha em outros tempos, mesmo quando é muito engraçada assim como esta.

publicado por Fisga às 20:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 11 de Março de 2012

ATÉ QUANDO

Ó Gente deste país: <será que este povo, ao qual eu pertenso, vai permitir que este rapasinho de Massamá,este lunático, continue a transformar, as nossas já tão magras reformas, em impostos? E até quando. E onde ele vai buscar mais quando já não tiver mais reformas e ou reformados? E quando fechar a torneira da c. e.e.? sim porque é certo e sabido que este sistema não tem suporte para durar muito mais. E depois. Será que depois de vermos que ele não quer mesmo ver. Vamos continuar a permitir, que um ceguinho continue a ditar as regras neste já miseravel pais? Ó meu rico 24 de Abril de 1974. Se s´ó podemos escolher entre dois montes de merda, vamos de uma x por todas, escolher o que cheira menos mal.

publicado por Fisga às 20:12
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 19 de Fevereiro de 2012

PARIR É DOR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                        CRIAR É AMOR.

Se parir é dor, e criar é amor! Para ti alma branca e pura, vai esta flor. Pelo teu lindo e doce coração. Porque és linda como o sol, que nos ilumina.


publicado por Fisga às 21:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2012

ISTO TAMBÉM É FADO

OBRIGADO MIRA LOPES

 

IGREJINHA

Lá no fim desse caminho

De manhã muito cedinho

Eu costumo passear

 

Pois ali pertinho existe

Uma igrejinha branca e triste

Onde meu bem vai rezar

 

Mas num jardinzinho ao lado

Surge um beija-flor dourado

Despetalando uma flor

 

Choro então com agonia

Pois essa flor que morria

Parecia meu amor

 

Noites tristes, mas que importa,

Se minha alma quase morta

Em soluços se desfaz?

 

Hoje é tudo tão tristonho

Para mim que já não sonho

Nem desejo viver mais…

 

DE Mira Lopes (AOTOR/A.)

OBRIGADO

MARIA JOÃO POETA

POETAPORKDEUSKER

POR REPRODUZIRES

O QUE É BELO DEVE SER

MOSTRADO AO MUNDO.


publicado por Fisga às 21:07
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

O BLOG PERDIDO

ENFIM SÓS.

Hoje dia 20-01-2012 Aconteceu o reencontro com o meu primeiro e mais querido blog. Graças à boa vontade de uma equipa  que se revela brilhante no  desempanho das suas funções. Nomeadamente na pessoa do Sr. Rui Borges, a quem coube a tarefa de tratar do meu problema. O meu obrigado por isso. Quanto ao blog, perdi o endereço para acessar ás postagens, por  motivo de um afastamento temporário, mas agora não vou mais perder o acesso mesmo que ausente por algum tempo, é uma promeça.  Hoje apenas estou feliz e contente.


publicado por Fisga às 16:06
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

.quem sou eu

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. O RELÒGIO

. RECORDAÇÕES

. UM NOVO ANO

. UM BOM NATAL

. DIAS DE INCERTESA

. ALEGRIA TOTAL

. JANEIRO DE 2013

. PENSAMENTOS

. SINAIS DOS TEMPOS

. UM AZAR NUNCA VEM SÓ

. O TIATRO DE REVISTA

. ATÉ QUANDO

. PARIR É DOR

. ISTO TAMBÉM É FADO

. O BLOG PERDIDO

.arca_animais-micros...

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Mar do Desespero

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

.links

.Visitas

 

.arca_animais-micros...

blogs SAPO

.subscrever feeds