Sábado, 16 de Janeiro de 2010

HOMENAGEM

 

 

A TRANSPOSIÇÃO
ESTE POST. É DE AUTORIA DE UMA GRANDE AMIGA, POR QUEM TENHO UMA GRANDE ADMIRAÇÃO. aUTORA DO BLOG.(PROSA POÉTICA). E quis EU DE PROPÓSITO, REPUBLICÁ-LO PARA SER SURPREZA, SEM A SUA AUTORISAÇÃO, CORRENDO OS RISCOS DE UMA SAÑÇÃO, QUE CUMPRIREI COM DEVOÇÃO SE TAL FOR A SUA vontade. Que se encontra Algures No Brasil, Muito doente. Para ti os meu desejo de recuperação muito rápidas. Amiga: PORQUE ENTENDI, QUE ESTE POEMA, é GRANDE DE MAIS NO SEU CONTEÚDO E NOBREZA, PARA FICAR CONFINADO A UM SÓ BLOG. Por isso decidi republicá-lo, de surpresa, espero que agradável para ti. ESPERO DE TI A TUA COMPEENSÃO mARIA lUÍSA, E TAMBÉM O TEU PERDÃO, POR ESTA MINHA OUSADIA, QUE FOI COMETIDA COM todo o AMOR E CARINHO, que tu mereces, Em TUA HOMENAGEM. beijinho e melhoras. Eduardo. P. S. Desculpa-me não mostrar a imagem a que o poema faz referência não consegui. fica aqui o teu url para quem queira ver.
http://prosa-poetica.blogs.sapo.pt/
 
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010
NÃO OUÇO as VOZES
 
 
 Imagem Internet / Salvador Dalí
 
 
 
Hoje não ouço as vozes,
Vou sem rumo
Tão grande o Mundo
E países tão distantes…
 
Hoje não ouço as vozes,
As vozes daquele tempo.
 
Hoje estou unida a ti,
Desejosa de ti
Do teu amor
Flores molhadas
Junto a mim.
 
Hoje sou magia e esplendor,
Num mundo de fogueiras acesas
No mistério de quem sou.
 
Que te vou dizer
Se me interrogas
Acerca de tudo?
 
Conheço as sombras,
Conheço as luas,
Conheço assombros,
Conheço o amor
À distância
E cubro minha nudez,
Com esse amor.
 
Te beijo,
Te abraço,
Te amo,
Te desejo,
Te quero…
Me perco
Em teus braços.
 
A fogueira acendeu
Eu sou a fogueira,
E ardo nos teus braços
Do teu desejo e afecto,
De meus abraços.
 
E quando a apagar
Apago com amor,
A perdição
De uma vida!
E nesse instante
Torno a ouvir,
As vozes
Daquele tempo.
 
Mas hoje, não…
Hoje és tu e eu!
 
 
Maria Luísa O. M. Adães

publicado por Fisga às 09:34
link do post | comentar | favorito
23 comentários:
De Alzira Macedo a 19 de Janeiro de 2010 às 21:24


Olá meu amigo...

Agora me fizeste rir...
Só tu mesmo meu amigo…
Tenho tanto carinho, tanta amizade e admiração por ti…
Que por vezes tenho receio de ser mal interpretada por quem nos lê…
Mas tu e eu sabemos o que isto quer dizer…
O resto nada mais me importa…
A minha referencia ao estar tudo arrumadinho…
Quis dizer a fazeres um novo poste…
Em arrumares o teu pinheiro de Natal…
Foi essa a nossa ultima conversa, que viria cá te espiar se tinhas colocado algo de novo…
O meu desejo é de te rever, de te reler…
Então tentei te pressionar, para voltares a escrever…
Algo resultou…
Com meu mérito ou não isso pouco importa…
O importante é te ver voltar ao mundo dos blogues.. Onde tens amigos até mesmo fés pela tua forma de ser e de escreveres….
Faz-me um favor, não pares de nos alegrar com teus postes…
Porque, pelos comentários, ninguém se pode queixar…
Tens sido um amigo exemplar…
Sobre o outro facto da homenagem á Luisa…
Acho que ela vai ficar muito feliz, penso que não necessitas pedir desculpa…
vou ir mais alem das explicações normais….
Tomara metade deste mundo ter amigos como tu…
È verdade que esta homenagem não é na melhor altura, porque nossa amiga se encontra doente…
Mas é uma linda homenagem, é nas dificuldades da vida que reconhecemos nossos amigos…
Olha pensei escrever muito mais sobre isto.. mas decidi deixar ficar assim…
Pois quem quiser vai entender, não sou mais do que ninguém, mas sou uma amante da vida e dos amigos…
Mesmo não os conhecendo, me marcam pela presença, pela partilha, por tudo quanto me dão nos seus escritos…
Sinto que devemos nos unir e fazer deste mundo insano algo mais poderoso…
Tentar levar o nosso auxilio aquém precisa…
Quem não assim entender, tarde ou nunca irá entender…
Sou assim, nada poderei fazer em contrario.. Para ser sincera nem tento ser diferente…
Eu sou eu… Eu amo o meu próximo… Eu tento estar presente, sempre que meu tempo e meu emprego assim o permita…
Sejas tu louvado por isso amigo dos seus amigos…
Vou mesmo parar por aqui…. Beijos e até sempre…


De Fisga a 20 de Janeiro de 2010 às 12:07
Olá amiga do coração. Muito obrigado, pelos elogios, são tantos e tão mimosos, que até me fases ficar a pensar, como te agradecer. És uma amiga pura, e sã, o que não é muito vulgar. Eu felizmente para mim, tenho o privilégio de ter bastantes, e por isso faço por as estimar e preservar. Quanto à minha pergunta, desculpa, mas é tal como eu disse, é esta minha cabeça, que tem a sua capacidade de resolução muito reduzida, e alem de tudo isso, está muito lenta, está cansada. Quanto à homenagem, eu pensei exactamente o mesmo que tu, que não seria a altura certa, ou pelo menos a melhor, mas eu senti uma vontade férrea, de fazer algo por ela, e deu-me para fazer a homenagem, publicitando, um poema por sinal muito bonito. Quando ela estiver recuperada, quem sabe, tudo pode acontecer. Eu estou muito preocupado com ela, porque ela tem o computador com ela e não tem aparecido, e isso preocupa-me, e é mau sinal, mais ainda porque está muito longe. Quanto ao que as pessoas, possam pensar! Olha amiga! O mais importante de tudo, é não sermos acusados pela consciência, de não sermos honestos com os outros, e connosco mesmo. Cabeças sujas, sabemos nós que há muitas, apesar de ter chovido muito. É bom para quem as tem assim, mesmo sujas, porque funcionam, ainda que num sentido erróneo. Eu adoro, nunca ser repreendido ou acusado pela minha consciência, de ter feito, dito, ou pensado, algo de que me envergonhe, e respeito muito toda a gente, mas a minha consciência está sempre acima de tudo e de todos. É ela a minha referência número um. Amiga Alzira. Um beijinho de amizade, por seres quem és, e como és. Deste amigo do coração. Eduardo.


Comentar post

.quem sou eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 40 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.arquivos

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

. Letras de canções -Lança ...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds