Sexta-feira, 21 de Março de 2008

MAIS UM RETALHO

A MINHA VIDA DE MINEIRO NAS MINAS DA PANASQUEIRA.

Esta era a vida de um mineiro com 17 anos de idade.

Segunda-feira ás 6 horas saia de casa a pé com o farnel para 15 dias de trabalho. Pelo meio-dia chegava às minas fazia o almoço, comia arrumava tudo para começar a trabalhar ás 15 horas até à meia-noite. No nivel de nome P8 que se situava a 1800metros a baicho da superficie do solo.Na semana seguinte o horário era das 00.00h ás 08 horas, saia no sábado de manhã tomava o caminho de casa pelo meio-dia chegava a casa, para na segunda-feira seguinte de manhã voltar para as minas.Nas minas, partilhava o quarto com um primo, meu que tinha a idade do meu pai ele era por assim dizer o meu protector. Dizia eu que partilhava o quarto com o meu primo numacaserna da companhia, e fazia-mos tudo a meias eu e ele, a comida, as tarefas da casa, era assim. Um dia em que me calhou a mim ser o cozinheiro, estava a cozer batatas com bacalhau para mim e para o meu primo, eis senão a tampa cai e fica suja de cinza, lavei e pus na panela pouco tempo depois de novo a tampa cai, eu lavei e pus na panela, à terceira vez que a tampa caiu deu-se o já premeditado crime: Peguei na tampa e como quem lança o disco fiz ela voar a mais de 100 metros de distância, foi um alívio, não ia cair mais na cinza. Mas a seguir veio o pior: Quando mais tarde fiz sopa fazia sempre em quantidade para dar para dois dias, quando fui guardar a sopa dei por falta da tampa, Lá tive que ir à procura da tampa, endireita-la o melhor que pude e soube porque estava toda machucada, para poder tapar a panela. O prazer de ver a tampa voar para longe das cinzas não compensou o trabalho de bate-chapa que ela me deu para a reaver. Moral da história, os prazeres pagam-se.


publicado por Fisga às 15:41
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De V.A.D. a 22 de Março de 2008 às 00:22
Devia ser duríssima, essa vida de mineração, especialmente numa época em que não se dava o mínimo ênfase àquilo que se conhece por condições de trabalho...
Todas as histórias têm uma ou várias morais: eu diria que a irritabilidade pode trazer consequências desagradáveis...

Votos de uma magnífica noite e de uma excelente Páscoa!

Um abraço.


De Fisga a 22 de Março de 2008 às 09:48
SimConsequências tão desagradáveis que só quem as passou as pode avaliarem. Sobre a dureza do trabalho, basta só dizer que são, ou melhor, eram 8 horas de trabalho com as roupas encharcadas em lama e muitas vezes até o corpo, embora não houvesse frio antes pelo contrário havia muito calor, mas eram 8 horas com o corpo húmido. Um abraço e bom fim-de-semana.


De Emanuela a 22 de Março de 2008 às 01:10
Oi amigo,
a raiva nunca é mesmo boa conselheira.No entanto, muitas vezes só quando vemos as consequencias dos nossos atos é que nos damos conta das bobagens que fizemos por causa dela. Ainda bem que nesse caso era algo simples e que tinha como ser "remendado".
Um beijinho.
PS: adoro memórias.


De Fisga a 22 de Março de 2008 às 09:16
Olha amiguinha, eu também adoro memórias, e aqui em Portugal, há um ditado que diz, ( recordar é viver novamente o passado) E eu estou cada vez mais crente que assim é. Sabes amiga na minha idade à medida que vemos o fim cada vez mais perto, mais nos recordamos do passado e mais nos apetece falar dele. Um beijinho muito grande e uma boa e santa Páscoa.


De Emanuela a 24 de Março de 2008 às 00:10
Amigo, embora a idade seja um dos fatores que mais dá a certeza da nossa finitude, ainda assim deves lembrar que muitas pessoas passam dos cem anos. Sendo assim, ainda podes ter uns trinta anos de vida. Por isto, toca a desenferrujar e viver a vida como se estivesse muito longe do fim, pois não temos como saber quem morre antes, se o jovem ou o velho. Eu, por minha vez tenho começado a me preparar desde já para a velhice, que espero seja com qualidade de vida ... Digo isto porque gostaria mesmo que todos os idosos( que não é o teu caso. 71 anos ainda é jovem) possam viver bem e com alegria.
Um beijinho , e muita força ...


De Fisga a 24 de Março de 2008 às 13:39

Ó minha amiga tu não desperdiças uma oportunidade de me dares força e esperança, por isso o meu reconhecido e terno obrigado. Mas é assim: O nosso conceito de velhice não é quando se tem uma determinada idade, é sim quando nós ficamos dependentes de terceiros porque deixamos de nos bastar a nós próprios, e sabemos que isso pode acontecer em qualquer idade e em qualquer altura da vida, só não o dizes para me poupar, mas eu embora muito assustado estou preparado para isso. Se não me chegar a acontecer tanto melhor. Minha querida um grande beijinho e tudo o que há de bom para ti.



De linhaseletras a 22 de Março de 2008 às 01:39
É muito agradável ler o que escreve, e esses retalhos vão dar de certeza uma linda manta que o há-de tapar durante toda a sua vida.

Uma boa Páscoa para si para os seus


De Fisga a 22 de Março de 2008 às 09:22
Olá. Amiguinha: Sabe que à medida que eu vou ficando mais perto do fim , mais me lembro do passado, e mais me apetece falar dele. Uma boa e santa Pascoa, para si e para todos os seus.


Comentar post

.quem sou eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 42 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.arquivos

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Mar do Desespero

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds