Sábado, 12 de Julho de 2008

PARTIDAS DO DESTINO I

ERA UMA TARDE FRIA

O restaurante estava meio lotado. Porque a tarde estava fria e ventosa, e aquele espaço tinha uma salamandra ao centro que contribuía para que o ambiente fosse algo acolhedor. Numa mesa a um canto estava sentado sozinho um cavalheiro, que muito despreocupadamente lia o jornal. A certa altura, o cavaleiro disse em voz alta, Carmem! Se não demora muito tudo bem, se demora então desisto porque eu tenho mais que fazer. A Carmem respondeu, Já não demora nada. Junto da porta estava uma menina, andrajosamente vestida, que se tentava abrigar da brisa incómoda de tão fria que era. Ao ver a dona do restaurante dirigir-se para a mesa onde estava o citado cavalheiro e entregar-lhe uma bela travessa com um não menos belo bife acompanhado de batatas fritas e um ovo sobre o bife. A menina correu para a mesa, e de olhos muito esbugalhados disse para o cavalheiro: O tiozinho consegue comer isso tudo sozinho? O cavalheiro olha a menina de alto a baixo e diz: porque me perguntas isso? É porque se sobrar alguma coisa não mande lá para dentro, porque eu ainda hoje não comi, e se o senhor me der é melhor do que ir para os porcos. Então e onde é que tu moras? Eu moro ali em baixo numa barraquinha, mas não tenho lá nada para comer. E moras sozinha? Não, moro com a minha mãe mas ela disse-me que ia ver se arranjava alguma coisa para o almoço, e ainda não voltou. Vai à dona Carmem, pede-lhe um prato e um garfo, e vem aqui sentar-te ao pé de mim. A menina alegremente corre e grita: Sra. Carmrm, dê-me um prato e um garfo, que aquele tio vai dividir o jantar dele comigo! Em vês do prato cai-lhe uma vassourada na cabeça ao mesmo tempo que a Sra. Carmem grita vá-se embora sua mal trapilha, que vem para aqui só incomodar os meus fregueses. O Sr. Levanta-se e diz porque a Sra. Fez isso? Sabe porque ela lhe chama tio? Porque é o nome que a puta da mãe lhe manda chamar aos fregueses dela? E o que tem isso a ver? É para ela aprender a ser uma mulher e não uma desavergonhada e uma prostituta tal como a mãe.

 


publicado por Fisga às 09:00
link do post | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


.quem sou eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 40 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.arquivos

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

. Letras de canções -Lança ...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds