Domingo, 3 de Agosto de 2008

PARTIDAS DO DESTINO XIII

AS IMPRESSORAS

É: agora deu-me para as anedotas, e eu até penso que é bom. A única pessoa que não pode mostrar a sua tristeza, mesmo no dia do funeral do pai ou da mãe ou dos dois, é o pobre do palhaço, o palhaço por inerência da sua profissão, tem que estar sempre alegre sob pena de as crianças não quererem ir mais ao circo. Eu que comparado com o palhaço não sou nada, posso dar-me ao luxo de estar triste, alegre, tem-te não cais ou até meio louco, porque não estou proibido de nada disso. Parece-me que até já disse isto: Não sei se por linha sanguínea ou se por afinidade, pertenço ao género das anedotas, é talvez por isso que gosto tanto delas. Mas quando elas são contadas por alguém que simboliza a inocência, aí elas tem muito mais graça ainda. Foi o caso desta que eu vou transpor para esta página, que me foi contada pela minha neta mais velha, que tem 8 anos. Estando nós a almoçar, ela disse assim: Ó avô e avó, vou-vos contar uma anedota: Então conta lá, disse eu: Estavam duas impressoras a trabalhar perto uma da outra, e uma perguntou para a outra, Esta cópia que está aqui é tua, ou é impressão minha? Eu que esperava todos os desfechos menos este, fartei-me de rir, e disse para ela: olha fica prometido vou contar a tua anedota no meu blog que é para todo o mundo poder ler. P. S. Peço às altas competências, perdão porque mal sei ler.

 

 


publicado por Fisga às 18:16
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Maria João Brito de Sousa a 5 de Agosto de 2008 às 12:26
Fisga, eu acho que a anedota é mesmo muito engraçada e que tu não tens nada que pedir perdão por quase não saberes ler! É um disparate pois conheço quem se considere muito importante e não saiba escrever mesmo! Também conheço quem sabe ler e não leia... esse sim, é um grande erro!
Abraço!


De Fisga a 5 de Agosto de 2008 às 17:41
Amiga. Eu não falei a sério, foi uma forma de minorar o meu erro, invocando ao mesmo tempo pessoas que eu admiro, como o poeta. Porque a emenda do erro custou o desaparecimento dos comentáros já feitos, o que me custou muito. Um abraço.


De Maria João Brito de Sousa a 5 de Agosto de 2008 às 22:04
Compreendo. Mas nem sempre os comentários são importantes.
Abraço!


Comentar post

.quem sou eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 40 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.arquivos

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

. Letras de canções -Lança ...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds