Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2008

ADIVINHA

O ÓRGÃO MAIS QUERIDO

Eu nunca fui menino mas tal como os meninos também fui pequeno. E lembro-me que nessa época, por volta de 1942 tinha eu 6 ou 7 anitos e no Inverno à noite juntavam-se as famílias tudo à volta da lareira que funcionava a lenha, era a electricidade da época, E o passa tempo ou os programas televisivos da época: Era, os avós e os pais contavam histórias e adivinhas, e os mais pequenos deliciavam-se a ouvir. Hoje tenho pena que essa tradição se tenha perdido, porque com ela se perdeu também muitos ensinamentos que enriqueciam o vocabulário e a tradição do nosso povo dos mais novos em especial. E transmitiam-lhe recordações e conhecimentos para o futuro.

Esta não é desse tempo, mas é uma adivinha, bem brejeira.      

Com alguma malícia e inocência à mistura, para temperar. E que é assim:

---------------------------------------------------------------------------------------

Quer seja curto ou comprido, quer seja fino ou mais grosso. É um orgam, muito querido, e não tem espinhas nem osso.

De incalculável valor, é um só ninguém tem mais, desempenha no amor um dos papéis principais.

Quando uma dama aparece, fica a pular com ardor, se é rapaz novo estremece, se é velho não tem vigor.

O seu nome não é feio, tem sete letrinhas só tem um (R) e um (A)

No meio, começa em (C) e finda em (O).

Nunca se encontra sozinho, vive bem acompanhado, por outros dois orgãozinhos, juntos de si lado a lado.

O nome destes porém não oferece confusões, tem sete letras também, tem um (L) e termina em (ões).

Não pensem que é má fé minha, pois para evitar confusões os órgãos desta adivinha são o coração e os pulmões. 

 


publicado por Fisga às 18:33
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.quem sou eu


. ver perfil

. seguir perfil

. 41 seguidores

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.arquivos

. Agosto 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. UMA FOTOGRAFIA DE ALICE B...

. QUE SEJA, ENTÃO, PARA SEM...

. OBRIGADA, TAMBÉM POR ISTO...

. ALGUNS BRITOS E SOUSAS

. GRANDE MERGULHO

. No mistério do sem fim

. Viver como as flores

. Mar do Desespero

. Dia dos namorados

. Queria ser a força...

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds